Marias Bruacas de “Pantanal” se encontram e choram ao celebrar personagem: “Presente”

Ângela Leal e Isabel Teixeira como a Maria Bruaca de
Ângela Leal e Isabel Teixeira como a Maria Bruaca de "Pantanal" (Foto: Manchete e Globo/divulgação)

Que momento, pantaneiros! No especial “Encontro de Gerações”, Ângela Leal, a primeira Maria Bruaca de “Pantanal”, e Isabel Teixeira, que assumiu o papel no remake, bateram um papo virtual sobre o sucesso da novela e a importância social da personagem quando se fala em autonomia e empoderamento feminino.

“Que coisa linda esse personagem, né? Que presente para uma atriz consciente, para uma uma atriz cidadã, essa chance de mostrar, através desse personagem, a liberdade que a mulher tem direito, o direito que nós temos sobre o nosso corpo”, refletiu Ângela enquanto tentava segurar a emoção.

Em lágrimas, Isabel completou: “Eu acho que a gente tem que fazer um acordo que [a Maria Bruaca] é nossa personagem. Um acordo meu e teu.”

Em outro momento, Ângela elogiou a performance da colega (“Estou muito emocionada com o seu trabalho”) e relembrou a repercussão do papel nos anos 1990. “Naquela época, o machismo predominava. ‘Bruaca’ virou um termo pejorativo, um adjetivo de mulher largada, saco de pancada do marido, otária que leva chifre. [...] E ainda tinha coisa de que ‘ela é velha demais’. eu tinha 43 anos”, lamentou a atriz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos