Mariana Weickert supera 'medo de ser mãe' e já pensa em irmãozinho para Theresa

LEONARDO VOLPATO
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 25.04.2016: Mariana Weickert, modelo e apresentadora. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

SÃO PAULO (FOLHAPRESS) - Durante toda a vida, a repórter Mariana Weickert, 37, teve receio de engravidar. O medo da maternidade, diz ela, era tão intenso que gerar um filho era algo inimaginável. Há um ano e cinco meses, nasceu Theresa, sua primeira filha. E a experiência tem sido tão intensa que agora ela já quer outro.

"Pretendo ter mais filhos, sim. Até 2020 ou 2021 deve acontecer. Já tenho 37 anos e infelizmente não tenho muito tempo para bobear. Vemos casos de mulheres que engravidam após os 40, mas só chegam até nós os casos de sucesso. A verdade é que quanto mais esperamos, maior o risco. Em dois anos vai acontecer de novo [engravidar]", afirma Mariana, que é casada desde 2017 com o economista Arthur Ferraz.

No domingo passado, Weickert fez sua estreia como repórter investigativa do Domingo Espetacular (Record).  A proposta é desenvolver reportagens imersivas, como fazia quando participava do programa A Liga (Band, 2010-2016). A primeira reportagem foi conhecer a história de mulheres que trabalham com extração de pedras em uma cidadezinha perto da Chapada Diamantina, na Bahia. 

Ainda não estão definidos o tema e o dia da próxima reportagem.

Hoje, a pequena Theresa é o grande amor de sua vida e a razão para ela se desgastar em ponte aéreas entre São Paulo e Rio. Por vezes ela precisa se ausentar por três ou quatro dias na semana para produzir conteúdo para a Record. Mas Mariana tem curtido o novo trabalho e diz saber como conciliar. 

"A maternidade foi uma grande surpresa, eu reneguei por muito tempo. É maluco, mas eu tinha medo de ser mãe. É algo muito permanente na vida de uma mulher e eu tinha receio mesmo, sei lá. Achava que passaria a vida toda sem experimentar. Pode parecer clichê, mas a maternidade, depois de eu ter me aberto a ela, se tornou muito mais intensa e maravilhosa do que imaginava", conta a ex-modelo.

Weickert afirma que pensa em levar a filha com ela em algumas viagens para não ficar tanto tempo longe. Mas reforça que há um grande aparato familiar para apoiá-la nesse momento profissional de sua vida.