Maria da Paz da vida real: 'Minha filha fez dívidas, vendeu a casa e me despejou'

Maria da Paz sendo enganada pela filha Jô (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Histórias com mocinhos e vilões nos são contadas desde a infância. A realidade, no entanto, impressiona e vai além. Basta entrar em um ônibus para notar que esses “personagens” estão espalhados por toda a parte. Alguns, mais perto do que imaginamos.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Em ‘A Dona do Pedaço’, Maria da Paz (Juliana Paes) tem sido enganada pela própria filha, Josiane (Agatha Moreira), que é ambiciosa e quer ficar com todo o dinheiro da boleira. O plano é tão ardiloso que até Régis (Reynaldo Gianecchini), o namorado de Jô, tem feito tudo para conquistar a mãe dela, casar e dar o golpe.

Leia também

Histórias como a da empresária, porém, não ficam apenas na ficção. “Minha filha é muito materialista, sempre colocou o dinheiro na frente de tudo”, afirma Rosa* (nome fictício). A frase cairia bem na boca de Maria da Paz (Juliana Paes), mas é de uma mulher real, que descobriu a traição da filha da pior maneira possível.

Rosa era casada e morava com seus dois filhos quando comprou uma casa na Zona Oeste de São Paulo, em 1996. Segundo ela, o marido a convenceu de colocar o imóvel no nome dos filhos, que ainda eram crianças, para garantir o futuro deles. Mal sabia ela que a atitude custaria caro no futuro.

Josiane não cansa de roubar a própria mãe (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Dois anos depois, Rosa se separou do marido e continuou morando com os filhos na mesma casa. O tempo passou e os herdeiros cresceram. A garota casou, teve duas filhas, separou e começou a se relacionar com um dependente químico. A vida de Rosa virou um inferno depois disso.

“Ele me batia e ela incentiva que me batesse mais”, afirma a mulher, que ainda fica chocada ao lembrar que a filha lhe deu uma rasteira. “Ela vendeu a casa que comprei, com a ajuda do irmão, e avisou que eu tinha 30 dias para sair de lá. Nessa mesma época, fiquei desempregada e sem saber o que fazer. Não tinha para onde ir”, conta Rosa.

Quando o prazo terminou, a mulher foi despejada da própria casa e viu todos seus pertences retirados da propriedade. Em pausas para chorar, ela lembra que nem teve a chance de saber para onde a filha foi. “Fiquei sem chão. Sentei no banco de uma praça e chorei por horas”, relembra.

A volta por cima

Depois do abandono, Rosa ficou um tempo na casa de uma prima e teve dificuldade para conseguir emprego. Oportunidades apareceram, mas a demissão era questão de tempo porque a mulher passava o dia chorando.

Um idoso, amigo de Rosa, a convidou para dividir o aluguel de uma casa simples na época. Os dois dividiam as despesas e tinham uma relação de pai e filha. Nesse período, a mulher procurou ajuda psicológica e começou a se reerguer.

Hoje, Rosa tem um apartamento e um carro. O idoso, porém, morreu aos 63 anos. “Foi mais uma perda difícil. Falar dele me faz chorar porque foi quem me estendeu a mão quando mais precisei”, conta ela.

Foto: Reprodução/Globo

O perdão

Em 2014, nove anos depois da venda da casa, a filha que aplicou o golpe em Rosa descobriu um câncer de mama e apareceu pedindo ajuda. “Se ela não tivesse ficado doente, sei que não ia me procurar”, diz a mãe, que foi ao hospital acompanhar a cirurgia da moça assim que soube do ocorrido.

“O coração de mãe falou mais alto. Não esqueci tudo o que ela me faz passar, mas não podia deixar de ajudar nesse momento difícil”, afirma. Depois disso, a filha se separou do dependente químico, com quem tem um filho de 9 anos, e chamou a mãe para morar em sua casa.

Ainda segundo Rosa, a herdeira contou que ela e o irmão compraram dois apartamentos com o dinheiro da venda da antiga casa, mas o rapaz, que não fala com a mãe até hoje, divorciou-se e precisou deixar o imóvel com a ex-mulher.

Após o reencontro, Rosa passou um tempo morando com a filha para ajudar no tratamento dela e na criação dos netos. O problema é que a moça voltou a aprontar. “Ela fez várias dívidas, usou cartões, deixou tudo para eu pagar”, conta Rosa, que voltou a morar sozinha pouco tempo depois, mas não abandonou a filha.

“Ela depende de mim para tudo. Levo no medico três vezes por semana, saio de casa às 5 horas da manhã para isso. Ainda bem que meus netos têm um temperamento diferente”, desabafa.

Maria da Paz e Josiane em 'A Dona do Pedaço' (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Novela segue o mesmo caminho

Embora Maria da Paz (Juliana Paes) ainda não tenha notado, Josiane (Agatha Moreira) está seguindo os passos da filha de Rosa, aprontando poucas e boas com a boleira. A jovem disse que ia ajudar a pagar a cirurgia da esposa de seu pai, Amadeu (Marcos Palmeira), mas pegou o cheque da mãe para pagar seu estúdio fotográfico.

A vilã também ajudou Régis (Reynaldo Gianecchini) a roubar uma estátua valiosa, comprada pela boleira em um leilão, e colocou a culpa em Roque (Caio Castro).

O próximo passo, previsto para ir ao ar na próxima semana, será o roubo do cofre da fábrica de bolos. Ela fará isso depois que sua mãe criticar a compra de seguidores na internet e se negar a dar dinheiro para o tráfico virtual.

*O nome foi trocado a pedido da entrevistada.