Maria Casadevall assume namoro com baiana: 'Heterossexualidade era compulsória'

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Conhecida não só pelos trabalhos diante das câmeras, Maria Casadevall, 33, foi assunto por um bom tempo por conta do namoro ioiô com Caio Castro, 32, que hoje está com Grazi Massafera, 38, tema que, para ela "não faz mais sentido colocar em pauta", principalmente agora que a atriz acaba de assumir que se relaciona a um ano e meio com uma percussionista baiana. "Já tinha vivido algumas experiências com mulheres, mas não relacionamentos longos. Percebi que a heterossexualidade para mim era compulsória, eu a via inconscientemente como uma regra. E, quando entendi e dei ouvido para o meu corpo, e através do encorajamento de ver outras mulheres, eu me senti à vontade pra viver o que queria", contou a atriz sem revelar a identidade da namorada. Em entrevista concedida ao O Globo neste domingo (21), Casadevall falou também sobre as limitações impostas pela estrutura patriarcal. "Um dos mecanismos que mais nos limita é só ter direito a uma manifestação do ser: ou é a santa ou é a p***... E acredito que mesmo 'guerreira' é mais um rótulo. Ser humana é também lidar com as pluralidades do ser", ponderou a artista. Ao comentar sobre as cenas de nudez, ela destaca ter uma relação tranquila com esse tipo de trabalho, mas acha "importante que a nudez em cena passe por uma revisão". "A nudez que a gente está acostumada a ver reproduz uma série de padrões machistas e objetificantes do corpo da mulher. Com a transformação em curso do processo criativo, com mulheres escrevendo roteiro, dirigindo, produzindo, a gente começa a ver uma nova forma de relação da câmera com a nudez feminina", afirmou a atriz, que diz ser uma pessoa retraída, apesar da profissão que optou por seguir. "Sou introspectiva, embora isso pareça uma contradição para uma pessoa que escolheu ser atriz. Entre o 'ação' e o 'corta' e sobre um palco, me expressar é vital. Mas, quando volto para a realidade que não é cênica, tenho dificuldades. Muitas vezes, foi violento. Fazer da minha presença em algum evento um trabalho, por exemplo, era tão violento que não fazia sentido", relembrou. Nascida em São Paulo, Casadevall iniciou sua carreira artística em 2009, na companhia de teatro Satyros, participando das peças teatrais "Roberto Zucco" e "Hipóteses Para o Amor e a Verdade". Em 2011 fez seu primeiro papel na TV, na minisséria "Lara com Z" (Globo), tendo seu primeiro papel de destaque na novela "Amor à Vida" (Globo ). Os últimos trabalhos da atriz foram na série "Coisa Mais Linda" (Netflix) e na série "Ilha de Ferro" (Globoplay). Casadevall também participou de dois filmes com previsão de estreia para 2021: "A Garota da Moto" e "O Caso Morel".