Mari Fernandez convida fã para cantar com ela no São João de Campina Grande

Mari Fernandez convida fã para cantar com ela no São João de Campina Grande (Foto: Leo Franco/AgNews)
Mari Fernandez convida fã para cantar com ela no São João de Campina Grande (Foto: Leo Franco/AgNews)

Mari Fernandez, a Rainha do Piseiro, fez a alegria de um fã durante o seu show na edição deste ano do São João de Campina Grande: a cantora convidou um rapaz da plateia, que pedia pela chance de colaborar com a artista, para cantar com ela em cima do palco.

Segundo o G1, o rapaz identificado como Igor Mendonça fez o pedido por meio de um cartaz. Ao avistá-lo, Mari contou com apoio do público presente para levá-lo até ela.

"Eu me lembro que eu vivia em show pedindo pra cantar e não tive essa sorte que você está tendo, não. Seja bem-vindo ao meu palco", declarou a artista ao receber o cantor amador. Juntos, eles cantaram "Agonia", parceria dela com Vitor Fernandes.

Sucesso nas redes sociais

Mari Fernandez começou a fazer sucesso quando a música "Não, Não Vou" explodiu nas redes sociais com o seu refrão chiclete, que inspirou diversas "dancinhas": "Passa lá em casa / Tira minha roupa / Fala que me ama / Quebrou a cara / Vem quebrar a minha cama". Ela começou a cantar na igreja aos 8 anos, se mudou da sua cidade natal, Alto Santo, no interior do Ceará e foi para Fortaleza em busca do sonho.

Aos 15 anos, iniciou profissionalmente como compositora e se inspirou em Marília Mendonça e Maiara e Maraisa quando começou a postar vídeos cantando na internet. "Muitas pessoas me consideram a primeira mulher do piseiro, mas acho que agora vão vir muitas. Chegou a hora das mulheres virem também", afirma. Apesar de ser um ritmo predominado por homens — assim como sertanejo, samba e pagode —, ela conta que foi acolhida pelos artistas do ritmo.

A música cantada com o fã, "Agonia", fala sobre o ciúme de ver quem se ama com outra pessoa: "Quando fui escrever 'Agonia' criei um refrão um pouco mais sofrido, queria usar essa frase que a gente usa bastante no Nordeste, que é: 'estou agoniado'. Só que fazer algo mais Brasil, que todo mundo entendesse, então fiz nesse sentido mais de sofrência", explica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos