Margareth Menezes presta tributo a Cássia Eller no Altas Horas

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - A ministra da Cultura, Margareth Menezes. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - A ministra da Cultura, Margareth Menezes. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Antes que pudesse ostentar a faixa de ministra da Cultura, pasta que havia sido extinta pelo governo Bolsonaro e agora foi retomada por Lula, Margareth Menezes topou participar de uma homenagem à grande amiga Cássia Eller no Altas Horas, da Globo. O resultado vai ao ar neste sábado (21), após o BBB 23.

O programa promete histórias inéditas de Cássia, contadas pelos convidados que foram amigos da cantora, como Margareth e Ana Carolina, Carlinhos Brown, Nando Reis, Otto, Toni Garrido e Zélia Duncan, além de Chico Chico, filho da homenageada.

Margareth conta como virou amiga de Cássia: "Conheci Cássia no teatro aqui em São Paulo, no Elis Regina. Era um projeto voz e violão, e ela ainda estava com o cabelo comprido. Era um projeto em que eu me apresentava e depois ela, foi a partir dali que começamos a amizade. Levei Cássia a Salvador algumas vezes, fiz um show na Concha, convidei ela para cantar, e isso foi muito interessante, porque a música 'Vaca Profana', que escolhemos para introduzi-la no show, quando subiu ao palco, veio com uns peitões de plástico. Ela era demais, e apesar dessa liberdade dela, era uma figura super tímida".

Margareth canta sua versão de "Vá Morar com o Diabo", hit de Riachão que a Cássia repetiu à exaustão na gravação do Acústico MTV, pouco antes de sua morte, em 2001. A timidez de Cássia é um dos traços citados também por outros convidados, característica herdada por Chico Chico, que não nega a origem, dos traços do rosto ao timbre vocal. Ele apresenta "Coroné Antônio Bento".

Já Toni Garrido revela que viu Cássia pela primeira vez num show dela no Rio de Janeiro, e apresenta "Palavras ao Vento".

O projeto "Cássia Reggae", lançado no último ano em celebração aos 60 anos da cantora, que tem produção de Sergio Fouad e Fernando Nunes, inspira a base musical do programa especial.

Ana Carolina apresenta "Ana Canta Cássia - Estranho Seria Se Eu Não Me Apaixonasse Por Você", um show criado para interpretar e manter vivas as canções de Cássia. "São 25 músicas [...], estamos muito felizes com essa homenagem tão sincera. Eu liguei a um por um dos artistas envolvidos, dizendo 'olha, isso é muito sério, a gente tem que arrasar com isso', e pegamos na unha para fazer com muito respeito e com muito carinho", comenta.

Entre as canções do repertório, Ana apresenta "Relicário", "Malandragem" e "Segundo Sol", esta última composta por Nando Reis, que se emociona ao ouvi-la. "Essa música representa muito do período que eu e Cássia convivemos. Foi a partir dessa música que ela roubou de mim, porque eu tinha composta e ia gravar no meu disco. Foi aí que começou uma relação mais profunda de trabalho com ela, isso foi em 1998", diz.

Nando canta, acompanhado dos filhos Theo e Sebastião Reis, "Lanterna dos Afogados".

A parceria de Cássia e Nando é reverenciada por Carlinhos Brown, que, no programa, canta "E.C.T": "Nando entendia muito a alma de Cássia, porque ela era tudo aquilo para fora, mas, na convivência, falava pouco, e falava com consistência. Quando falava, só falava coisas assertivas". Cássia chegou a gravar composições também de Brown, como "Mapa do Meu Nada", cantada por Otto, que diz: "Essa música é um nó, e, pra desenrolar, tem que saber como fazer. Peço permissão!".

Outra de Nando nesse Altas Horas é "All Star", na voz de Zélia Duncan, que conta ter conhecido Cássia em 1982: "Eu tinha 17 anos e ela 19. Fizemos um teste para participar do musical de Oswaldo Montenegro, o primeiro de todos, e a gente se conheceu no dia que reuniram o elenco [...]. Cássia chegou com as sobrancelhas raspadas [...]. Ali ela estava dizendo que não precisaria falar muito para mudar o mundo".

Entre as histórias com Cássia, Zélia conta ainda sobre a presença das duas no trio de Margareth Menezes no Carnaval de Salvador.

O Altas Horas tem direção-geral de Serginho e Adriano Ricco. A edição com Cássia vai ao ar neste sábado (21), logo após o BBB 23.