Marcos Mion diz que filhos não vão para a escola na pandemia: "Não quero ser cobaia"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O apresentador se preocupa com a saúde dos herdeiros (Foto: Reprodução/Instagram/@marcosmion)
O apresentador se preocupa com a saúde dos herdeiros (Foto: Reprodução/Instagram/@marcosmion)

Marcos Mion já decidiu: seus filhos não voltam para a escola enquanto não acabar a pandemia. O apresentador, que tem falado bastante sobre a importância do isolamento social, não concorda com o retorno das aulas presenciais a partir do dia 7 de outubro no estado de São Paulo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Em entrevista ao Estadão, Mion falou que a segurança de sua família deve ser colocada em primeiro lugar. “Não acredito que seja o momento de voltar. As coisas estão tão estranhas que as pessoas estão lidando com a pandemia como se ela tivesse passado já. Sei que a escola dos meus filhos está fazendo um planejamento forte em parceria com o governo, mas não vou mandá-los na pandemia", declarou.

Leia também:

As aulas estavam programadas para serem iniciadas em setembro, mas o governo decidiu adiar para o mês seguinte. A informação foi confirmada em uma coletiva de imprensa na semana passada. Mion, no entanto, deseja que seus filhos continuem estudando em casa. “Não quero ser cobaia, prefiro ver como funcionará e entrar depois”, afirma.

Recentemente, o apresentador do reality ‘A Fazenda’ publicou um vídeo no qual reflete sobre o comportamento das pessoas durante a pandemia. Mion cobrou empatia e falou sobre a importância do amor ao próximo no combate ao vírus.

“Se o numero de infectados continua crescendo, se o número de mortos bate nos mil por dia, se está pior que no começo, porque as pessoas só se cuidavam mais no começo? Qual o sentido disso? Um fato: ninguém aguenta mais. E essa doença ganha da gente na paciência… Se você pode, fique em casa! E se tiver que sair, use máscara!”, publicou ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos