Pigossi detona 'Fina Estampa' e diz que reprise "deveria ser proibida"

·2 min de leitura

Fina Estampa’ (2011) envelheceu mal. A novela de Aguinaldo Silva é carregada de preconceitos e aborda assuntos importantes (como violência doméstica) com pouca profundidade. Marco Pigossi, que interpreta o malandro Rafael, concorda: o ator detonou a trama durante live com João Vicente de Castro nas redes sociais do canal GNT.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Na opinião do galã, a história de Griselda (Lília Cabral) não deveria estar no ar em pleno 2020. Além de criticar a estética da novela, ele aponta “Fora o que se falava na novela. Deveria ser proibida de ser reprisada. São tantas barbaridades, cara. É uma loucura passar uma novela dessas”, dispara.

Leia também

“2011 era um tempo em que as pessoas podiam ser dar o direito [de falar] ‘ai, eu não ligo para política’. Era o começo dessa discussão, mas passar uma novela dessas hoje é uma loucura. Tenho vergonha de algumas coisas que são tratadas na novela e como são tratadas”, diz.

Rafael (Marco Pigossi) e Antenor (Caio Castro): cunhados em 'Fina Estampa' (Foto: Reprodução/TV Globo)
Rafael (Marco Pigossi) e Antenor (Caio Castro): cunhados em 'Fina Estampa' (Foto: Reprodução/TV Globo)

Pigossi também conta que se envergonha de sua atuação e do visual do personagem. “Tenho vergonha das minhas mechas loiras, mas faz parte”, brinca. Confira a entrevista completa abaixo:

A edição especial de ‘Fina Estampa’ está no ar na faixa das 21h da Globo no lugar de ‘Amor de Mãe’. A trama de Manuela Dias foi interrompida devido à pandemia do novo coronavírus.