Marcio Garcia é condenado a pagar R$ 80 mil de indenização por danos morais a ex-fiador

O apresentador pediu a um amigo para ser seu fiador em uma academia e deixou a sociedade sem avisá-lo (Reprodução/ Instagram/ @oficialmarciogarcia)

O apresentador Marcio Garcia foi condenado a pagar R$ 80 mil de indenização por danos morais ao seu ex-fiador Júlio Pignatari. Júlio, que era amigo do apresentador, aceitou ser fiador de Márcio em um contrato de aluguel de uma academia de ginástica. O negócio, do qual o apresentador era sócio, não deu certo e terminou acumulando dívidas de aluguel que fizeram com que Pignatari arcasse com o prejuízo de R$1,5 milhão depois de ser citado em duas ações de execução.

Segundo o colunista do jornal “O Globo”, Ancelmo Góis, Júlio Pignatari alega que ao cobrar a dívida do apresentador da Globo, foi surpreendido com a informação de que Marcio Garcia já tinha saído da sociedade. Na decisão da 51ª Vara Cível do Rio de Janeiro, o juiz Alessandro Oliveira Felix afirma que o apresentador deveria ter comunicado ao amigo sobre o desligamento da sociedade e informado sobre as más condições financeiras da academia, já que Julio era seu fiador.

Leia mais:
Marília Mendonça lamenta morte de sua cadela e rebate críticas: ‘Cadê a empatia?’
Globo exibe beijo gay pela primeira vez em trama das 18 horas e repercute na web

Em junho deste ano, quando foram divulgadas as informações sobre a intimação para que Marcio Garcia fosse depor sobre o caso, o apresentador divulgou uma nota oficial negando ser responsável pelo prejuízo. “O apresentador não é sócio da empresa desde o ano de 2001,quando tinha 10% de participação apenas por ceder sua imagem. Parece ser uma tentativa desesperada deste fiador em vincular o apresentador ao seu prejuízo, em um pedido de ressarcimento por danos morais no valor de R$ 100 mil e não 4 milhões. Ele já deu seu depoimento pessoal e resolverá esta situação da melhor maneira possível, sempre com a sua transparência e idoneidade”, informou a assessoria de imprensa na ocasião.