Marcelo Adnet recorda abuso sexual na infância e conta que foi salvo pelo avô

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.12.2022 - O humorista Marcelo Adnet na pré-estreia do filme
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.12.2022 - O humorista Marcelo Adnet na pré-estreia do filme

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Vítima de abuso sexual na infância, Marcelo Adnet decidiu contar detalhes de violência que sofreu dentro de casa quando tinha cinco anos. Em entrevista ao podcast Podpah, o humorista revelou que foi salvo pelo avô antes que o criminoso conseguisse ir até o fim com o estupro. "O cara não chegou a penetrar porque o meu avô chegou na hora. Ele tinha esquecido a carteira e decidiu voltar. Eu fui salvo."

Adnet assumiu que o episódio deixou marcas como a timidez e a desconfiança. Ele ainda contou que só trouxe a história à tona para servir de alerta aos pais. "Como faz 35 anos que isso aconteceu, é uma coisa que ficou lá para trás, mas você tem que falar, você precisa falar para conscientizar os outros. "Olha... isso existe, entendeu? Tem que olhar criança, mesmo. Não pode dar mole, não! Não pode confiar, largar a criança, tem que ficar em cima."

Por ter sido sofrido com a violência durante muitos anos, o humorista é a favor da educação sexual nas escolas. Ao ser questionado sobre a desinformação dos jovens com relação ao sexo, Adnet revelou que teve medo de ter contraído uma doença sexualmente transmissível com o abuso.

"Aos 12, descobri que existia a Aids, aí fiquei assim: Estou com Aids. Aí, falei assim para a minha mãe e meu pai: Mas e se enfiar rapidinho, não enfiar direito, só começar... Pega Aids? Meus pais falaram que sim e eu pensei: Meu Deus, talvez eu seja aidético", lembrou Marcelo Adnet, que hoje é pai de uma menina de dois anos, Alice.

O medo de ter contraído a doença acabou levando o humorista a contar para os pais sobre o abuso. Eles não souberam na época. "Contei e eles ficaram chocados, tipo: 'meu Deus!'. O cara? Ninguém sabe mais onde está. Faz muito tempo", concluiu o também ator sobre o assunto.