Mantenha distância! Procon-RJ divulga lista de lojas a evitar na Black Friday

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

Você já está careca de saber que, por mais que a Black Friday simbolize uma ótima oportunidade para comprar muito e gastar pouco, ela também vem acompanhada de riscos cibernéticos capazes de enganar os internautas desavisados. Além de golpes que, bem, são efetivamente golpes (como lojas virtuais falsas), também existem lojas que existem de verdade, mas oferecem um atendimento tão ruim que é melhor manter certa distância.

Pensando nisso, a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio de Janeiro (Procon-RJ) elaborou uma lista contendo nada menos do que 203 lojas virtuais que você deve evitar durante esta temporada de promoções. A relação completa de endereços maliciosos pode ser encontrada em formato PDF no Google Drive da própria instituição, podendo ser baixado e compartilhado à vontade.

Para elaborar a lista, o órgão carioca levou em consideração feedbacks de clientes a respeito das lojas, observando se elas entregam o produto no prazo, se o item comprado apresenta avarias, se ela responde as queixas dos consumidores em plataforma como Reclame Aqui, se oferece um bom serviço de pós-venda e assim por diante. Também é verificado se a loja possui CNPJ ativo e autorização para emitir notas fiscais.

Embora a maioria dos domínios citados pelo Procon-RJ já se encontrem desativos, a instituição recomenda cuidado aos 23 sites que ainda estão no ar. Ademais, sempre há a possibilidade de que determinada URL seja reativada para hospedar outro site falso, se aproveitando do “prestígio” que o golpe anterior já possui. Esse é o caso, por exemplo,da lefone.com.br e da maximaeletrodomesticos.com.br, que já trocaram de dono.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: