Manoel Soares comenta destaque nas manhãs da Globo

Desde sua reformulação, o "Encontro" sob o comando de Patrícia Poeta e Manoel Soares foi alvo de queixas. Parte do público se indignou ao ver que o matinal é assinado apenas com o nome da jornalista, já que se esperava mais representatividade com um apresentador negro à frente do programa.

Manoel, no entanto, busca esclarecer a polêmica. “Eu entendo muito as pessoas quando dizem: 'Ah, Manoel, seria muito bacana se você estivesse à frente do 'Encontro'. Porém, será realmente que nós queremos que um homem, em pleno 2022, esteja à frente de um produto que dialoga com mulheres? Isso não estaria ferindo um lugar de fala?”, provoca ao falar com o Yahoo Entrevista.

A plateia e o público que assiste o encontro é majoritariamente feminino, por isso ele esclarece que o ideal é ter uma mulher no destaque principal da atração. Assim, Patrícia ocupa o espaço de sucessora de Fátima Bernardes, agora à frente do The Voice Brasil, enquanto Manoel atua como co-apresentador.

Quando ficou nítido para os telespectadores qual era o papel de cada um no “Encontro”, se passou a questionar se houve um erro na divulgação feita pela TV Globo. Mas em abril, quando anunciou as mudanças, a emissora disse que o programa passaria a ser comandado por Patrícia Poeta, “na companhia de Manoel Soares”.

Questionado sobre isso, Manoel prefere não olhar para trás. Ele até pondera que “talvez” fizesse uma divulgação diferente, porém, não vê efeito na discussão. “Se nós conseguirmos provar por A + B que existiu um equívoco no lançamento, na divulgação - não que tenha existido, mas se nós provarmos -, qual a vantagem real disso?”, indaga, de forma retórica.

Meses depois, o apresentador destaca a boa relação que frisa ter com Patrícia, “uma profissional com larga experiência à frente de muitos produtos bacanas”, e a dinâmica que os dois construíram juntos. A audiência também costuma render muitos elogios à atuação de Manoel e às pautas que ele leva ao matinal.