Ex-ministro da Saúde, Mandetta comenta saída de Nelson Teich: “Oremos”

Luiz Henrique Mandetta deixou o cargo após divergências com Jair Bolsonaro, assim como Nelson Teich (Foto: AP Photo/Andre Borges)

Em dois meses, em meio à pandemia do coronavírus, o governo Jair Bolsonaro já teve dois ministros da Saúde e chegará ao terceiro. Nelson Teich assumiu a pasta no dia 17 de abril, depois da saída de Luiz Henrique Mandetta.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

O primeiro ministro da Saúde do governo Bolsonaro comentou a exoneração nas redes sociais: “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé!”

Teich deixa o cargo após ter conflitos com o presidente, assim como Mandetta. Enquanto Bolsonaro é a favor do uso irrestrito da cloroquina e contra o isolamento, os ex-ministro não defendiam o remédio irrestritamente e pediam para que a população ficasse em casa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O clima entre Nelson Teich e Bolsonaro piorou ao longo da semana. Começou com a medida do presidente de abrir academias, salões de beleza e barbearias, o que surpreendeu o ministro da Saúde, e ficou insustentável por causa da divergência quanto à cloroquina.

Teich deixou o cargo no começo da tarde desta sexta-feira.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.