Manchester City é banido das próximas duas Champions

Guardiola e o City podem ficar fora das próximas duas Champions (Laurence Griffiths/Getty Images)

Nesta sexta (24), a Uefa anunciou a decisão de banir o Manchester City de competições europeias pelos próximos dois anos e multar o clube em 30 milhões de euros por violações das regras do fair play financeiro.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

De acordo com o comunicado da Uefa, o City quebrou regras por “inflar” os valores de patrocínio nas contas e nos relatórios enviados para a confederação de 2012 a 2016. Além disso, o clube não cooperou com a investigação do órgão de controle financeiro (CFCB).

Leia também:

Com documentos vazados em novembro de 2018, a revista alemã Der Spiegel alegava que o Abu Dhabi United Group (ADUG), empresa que é dona do City, pagou boa parte do valor do patrocínio da companhia aérea Etihad. De acordo com emails, a Etihad pagava apenas 8 milhões de libras, quando o valor acordado era de 67,5 milhões de libras, com o restante vindo da ADUG.

Em nota, o Manchester City se defendeu afirmando que está “desapontado, mas não surpreso” com a punição, já que o investigador-chefe da Uefa teria falado sobre a provável punição em dezembro de 2018, antes do início da investigação. Além disso, o clube alega que o processo foi “falho e cheio de vazamentos, não existindo dúvida no resultado”.

A Uefa ainda afirma no comunicado que o Manchester City pode apelar da decisão na Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter