'Mais uma saudade que não vai passar', diz Bruno Mazzeo sobre morte do irmão

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 17.11.2015: BRUNO-MAZZEO - Retrato do comediante Bruno Mazzeo. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 17.11.2015: BRUNO-MAZZEO - Retrato do comediante Bruno Mazzeo. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Bruno Mazzeo, 44, lamentou a morte de seu irmão Cícero Chaves de Paula, que ocorreu na madrugada de domingo (4). "Mais uma saudade daquelas que sei que não vai passar e com a qual vou ser obrigado a conviver. A vida nem sempre (ou quase nunca) faz sentido", escreveu o ator e humorista no Instagram.

Filho do humorista Chico Anysio (1931 -2012) com a ex-Frenética, Regina Chaves, o produtor fonográfico e DJ tinha 39 anos e a causa da morte não foi divulgada até a conclusão deste texto.

Nas redes sociais, Mazzeo também publicou algumas fotos ao lado do irmão. "Ficamos por aqui, tentando não entendê-la [a morte], mas levá-la da melhor forma possível, emanando sempre o bem, o amor, porque nunca sabemos o dia de amanhã", afirmou ele.

Mazzeo disse que também era padrinho de Cícero. "Fico com a dor de saber que nunca mais vou ouvir a sua voz, já grossa, me chamando de 'dindo'. Descansa, Cícero. Que, a essa hora, já deve estar no colo gostoso do nosso papai. Até um dia."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos