Mais homens acusam Kevin Spacey de assédio, e Netflix cancela 'House of Cards'

(Imagem: divulgação Netflix)

Anthony Rapp foi só o primeiro a acusar Kevin Spacey de assédio sexual. Depois da denúncia feita pelo ator de ‘Star Trek: Discovery’ no último domingo, outros dois homens já manifestaram publicamente que passaram por situações parecidas.

O ator mexicano Roberto Cavazos publicou em seu Facebook um texto no qual lembra de quando participava do grupo de teatro Old Vic, do qual Spacey era diretor artístico. “Parecia que o Sr. Spacey se sentia livre em tocar qualquer homem desde que ele tivesse menos de 30 anos”, escreveu.

“Era tão comum que até se tornou uma piada local (de muito mau gosto por sinal). Já não me lembro quantas pessoas me contaram a mesma história: Spacey convidava-os a encontrar-se com ele ‘para falar sobre a carreira’. Mas quando eles chegavam no teatro, ele tinha preparado um piquenique com champanhe sobre o palco do teatro. Cada história variava do quão longe ele ia nesse piquenique, mas a técnica era sempre a mesma.”

Já o cineasta Tony Montana deu depoimento à Fox News lembrando de um incidente com Spacey num bar de Los Angeles, no qual o astro de ‘Beleza Americana’ fez avanços sexuais sem seu consentimento, incluindo tocar sua virilha e o seguir até o banheiro, até que um amigo o retirasse do local. “Essa pessoa que eu sei que é famosa aparece lá e se comporta de uma maneira terrível, e ninguém fala nada sobre isso. Me senti completamente indefeso quando aconteceu”, lembrou.

Com toda a polêmica, a Netflix decidiu cancelar as gravações da sexta temporada de ‘House of Cards’ até segunda ordem. Inicialmente, a plataforma de streaming havia apenas confirmado que o próximo ano da série seria o último, mas agora parece querer tomar um tempo para decidir como lidar com a situação.