Maior pintura em tela do mundo é leiloada nos Emirados por US$ 62 milhões

·1 minuto de leitura
O artista britânico Sacha Jafri, em frente a uma parte de suas maiores criações, em Dubai

Uma obra do artista britânico Sacha Jafri, considerada a maior pintura em tela do mundo, foi vendida por 62 milhões de dólares (cerca de 52 milhões de euros) em um leilão em Dubai, informaram os organizadores da venda nesta terça-feira (23).

Com o nome "The Journey of Humanity" (A viagem da humanidade, em tradução livre), é composta por 70 pinturas que seriam vendidas separadamente ao longo de um ano para obras de caridade.

No entanto, um francês que mora em Dubai comprou todo o conjunto: "venho de uma família pobre e sei o que é às vezes não ter nada para comer, mas sabia que contava ao menos com o amor dos meus pais, educação, apoio", declarou à AFP André Abdoune, empresário em criptomoedas.

"A obra me pareceu muito poderosa quando a vi e, para mim, separar os quadros teria sido um erro", explicou o ex-corretor de bolsa, que também destacou as consequências da pandemia de covid-19 para as crianças de todo o mundo.

"Devemos reagir, então se eu puder adicionar minha pequena peça ao quebra-cabeça, estou feliz", continuou.

Os organizadores deste leilão, que ocorreu em um dos sete Emirados Árabes Unidos, informaram que a obra foi vendida pelo dobro do valor calculado pelo artista.

Sacha Jafri pensava em arrecadar 30 milhões de dólares para financiar iniciativas nos âmbitos da saúde, higiene e da educação para crianças em regiões desfavorecidas em todo o mundo.

O artista contemporâneo, de 44 anos, espera que sua obra, inscrita no Livro Guinness dos Recordes pelos seus 1.595,76 m2 de superfície, provoque um movimento humanitário.

Crianças de 140 países enviaram obras para serem integradas na criação do britânico, que a concluiu no final de setembro.

dm/elm/mdz/age/mb/aa/mvv