Mãezona, Elizabeth Savalla desabafa: "Roubaria para o meu filho comer"

·2 min de leitura
Elizabeth Savalla tem 66 anos (Foto: Estevam Avellar/Globo)
Elizabeth Savalla tem 66 anos (Foto: Estevam Avellar/Globo)

Elizabeth Savalla tem quatro filhos: Thiago, Ciro, Diogo e Tadeu. Mesmo com todos já crescidos, ela não esconde que está sempre pensando neles. A atriz fala dos herdeiros nas entrevistas, no dia a dia com as amigas, no trabalho, nas orações. "Coisa de mãe", diz ela, que estreia em "Quanto Mais Vida Melhor", nova novela das sete, nesta segunda (22).

Na trama escrita por Allan Fiterman, Elizabeth interpreta Ieda, a quem define como uma verdadeira "mãezona", pois provará que em sua casa sempre cabe mais um. 

Cheia de pontos em comuns (e alguns nem tanto) com a personagem, a atriz diz que as gravações fizeram com que ela se sentisse cada vez mais realizada por ter conquistado seus dois maiores objetivos de vida: atuar e ser mamãe. 

Animada com a história, a veterana adianta que Ieda não vê limites para defender os filhos, algo que ela também não consegue fazer quando pensa nos herdeiros da vida real. 

"Essa mãe da novela faz tudo pelos filhos desde que seja ético. Eu, Elizabeth, se precisasse roubar, roubaria para o meu filho comer. Mesmo tendo que assumir as consequências depois", afirma. "Se uma pessoa vai no mercado e pega um saco de farinha para alimentar seu filho, mesmo sendo errado, por favor, autoridades, não façam nada, ela precisa alimentar o filho", completa a atriz.

Segundo Savalla, histórias de mães são interessantes porque falam de amor incondicional e geram muita identificação. "O Brasil é imenso e existem mães desesperadas querendo alimentar seus filhos. O Brasil da Zona Sul do Rio e dos bairros ricos de São Paulo têm (acesso às plataformas de) streaming, vão para outros lugares, mas grande parte do Brasil assiste novela e precisa da novela para poder respirar", justifica. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos