Maestro Martinho Lutero, do coro Luther King, morre aos 66 anos em São Paulo

*ARQUIVO* Maestro Martinho Lutero, da Rede Cultural Luther King, em foto de 2012. (Foto: Joel Silva/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O maestro Martinho Lutero Galati morreu, aos 66 anos, nesta quarta-feira (25), devido a uma parada cardíaca, segundo informações da Rede Cultural Luther King, grupo musical do qual era diretor. O artista foi diretor artístico do Coral Paulistano do Theatro Municipal de São Paulo entre os anos de 2013 a 2016.

Há aproximadamente duas semanas, segundo Ivo Herzog, amigo de Lutero, o maestro voltou de uma viagem da Itália e, dias depois, foi internado com complicações pulmonares. O artista fez exame para o novo coronavírus, mas o resultado foi negativo.

Lutero deixa dois filhos e a mulher, Sira Milani.