M3GAN: Boneca assassina pode existir na vida real? Resposta da ciência vai te surpreender

Universal Pictures
Universal Pictures

Um dos filmes de terror mais aguardados do ano, M3GAN está em exibição nos cinemas brasileiros, apresentando ao público um novo ícone do gênero: uma boneca assassina (e dançarina) chamada M3GAN, no filme escrito por Akela Cooper (Maligno) e produzido por James Wan (Invocação do Mal). Mas seria possível essa boneca existir na vida real?

Na história da produção, Gemma (Allison Williams) é uma roboticista de uma empresa de brinquedos que usa inteligência artificial para desenvolver M3GAN, uma boneca realista programada para ser a maior companheira de uma criança e a maior aliada dos pais. Depois de inesperadamente ganhar a custódia de sua sobrinha órfã de oito anos, Gemma pede a ajuda do protótipo M3GAN para cuidar da menina. Porém, essa decisão leva a consequências inimagináveis por ser um protótipo que ainda vem com erros de sistema.

Boneca M3GAN poderia existir na vida real? Descubra cientificamente

Em artigo da revista Science Focus, o cientista da computação Peter Bentley, da University College London, comentou sobre a possibilidade de existir uma M3GAN na vida real.

"Um robô autônomo pensa por si mesmo, mas o escopo de suas ações é muito limitado", disse. "Na maioria das vezes, mesmo as IAs [Inteligências Artificiais] mais avançadas são apenas grandes enciclopédias de nosso absurdo. Eles são incríveis no que podem fazer, mas não há consciência nisso. Não há compreensão. Certamente não há emoção. Estamos muito longe de qualquer coisa remotamente próxima do M3GAN".

Isso inclui a ideia de uma inteligência artificial capaz de violência autônoma. "Construir moralidade e experiência do mundo não é algo que dominamos", acrescenta. M3GAN é uma visão fantástica da inteligência artificial e também uma conquista impressionante de robótica. "Não podemos fazer um robô tão complexo quanto o corpo humano. E mesmo que pudéssemos, não temos uma fonte de energia que funcione. Há muitos atuadores em que pensar: todas as diferentes articulações, movimentos e músculos que temos".

Seu principal argumento é isso precisaria de um grande investimento em tecnologia. “Mas desenvolver um robô tão sofisticado quanto o M3GAN custaria bilhões, talvez trilhões, de dólares... Seria muito mais complexo do que o seu carro familiar autônomo e, portanto, o preço seria igual, se não maior. Em última análise, o melhor exemplo de um amigo inteligente em forma de criança humanoide para o seu filho é outra criança".

Em entrevista ao The Guardian, Katie Darling (do MIT Media Lab), ressaltou que uma inteligência artificial como M3GAN é improvável em um futuro próximo. "Não acho que teremos algo nesse nível de IA sofisticada nas próximas duas décadas. As pessoas têm expectativas completamente distorcidas sobre o que a robótica pode fazer neste momento, graças a filmes como este. Não estou preocupada com o que vi no trailer acontecendo na vida real – a IA se tornando muito inteligente e não ouvindo os comandos", explica.

M3GAN está em exibição nos cinemas brasileiros.

Leia o artigo em AdoroCinema

M3GAN chama Annabelle e Chucky pra porrada e afirma: "Não teria que levantar um dedo para vencer!"

M3GAN: O Senhor dos Anéis causou embate no set do filme da boneca assassina; entenda

M3GAN 2 vem aí: Saiba quando estreia a sequência do filme de terror queridinho do ano

M3gan: Veja cinco bonecos macabros para entrar no clima do novo filme da Universal