No México, Harrison Ford defende imigrantes

Harrison Ford no lançamento de seu novo filme na Cidade do México

O ator americano Harrison Ford, que retorna aos filmes de aventura este ano com "The Wild Call", disse nesta quarta-feira (5) que seu país está atualmente enfrentando uma perda de "liderança moral" em termos de políticas de imigração e ambientais.

"Nós, americanos, perdemos alguma credibilidade no mundo e agora estamos ansiosos para recuperá-la", disse Ford em uma entrevista coletiva na Cidade do México, onde apresentou o filme baseado no romance clássico de Jack London.

O ator icônico, lembrado por seus papéis principais nas sagas "Guerra nas Estrelas" e "Indiana Jones", pediu uma reforma abrangente da imigração e demonstrou ser favorável aos Estados Unidos abrirem as portas aos imigrantes.

"Temos que convidar pessoas para o país, essa é a história dos Estados Unidos, e é disso que dependemos, da imigração", disse Ford, aos 77 anos.

O presidente Donald Trump retomou na terça-feira o tema da construção do "poderoso muro" contra a imigração que entra no território mexicano, uma das principais promessas de sua campanha eleitoral, durante seu discurso anual sobre o estado da União.

O ator do lendário filme "Blade Runner" também destacou a luta que os americanos empreendem em relação à questão ambiental, após a decisão do presidente Trump de retirar o país do Acordo de Paris.

"Apesar da falta de compromisso do governo dos Estados Unidos, estão sendo feitos esforços", lembrou.