Lula volta a criticar teto de gastos: 'Vai aumentar o dólar, cair a bolsa? Paciência'

Lula: 'Vai aumentar o dólar, cair a bolsa? Paciência' credit:Bang Showbiz
Lula: 'Vai aumentar o dólar, cair a bolsa? Paciência' credit:Bang Showbiz

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar o teto de gastos durante um discurso na COP27.

Em uma conversa com representantes de movimentos sociais nesta quinta-feira (17), no Egito, o líder político disse acreditar que colocar um limite no orçamento repercute negativamente em áreas de grande importância social, como a da educação e da cultura.

"Não adianta ficar pensando só em dado fiscal, mas em responsabilidade social. Vai aumentar o dólar, cair a bolsa? Paciência. O dólar não cai por conta das pessoas sérias, mas dos especuladores que vivem especulando todo santo dia", começou ele.

O que é o teto de gastos? Se fosse para discutir que não vamos pagar a quantidade de juros do sistema financeiro que pagamos todo ano, mas mantivéssemos os benefícios, tudo bem. Mas não, tudo o que acontece é tirar dinheiro da educação, da cultura. Tentam desmontar tudo aquilo que é da área social, mas não mexe um centavo do sistema financeiro. Não mexe um centavo daqueles juros que os banqueiros têm que receber", disparou Lula.

Semana passada, o mercado financeiro reagiu negativamente à fala do petista sobre um governo voltado para as questões sociais.

"Por que as pessoas são levadas a sofrerem por conta de garantir a tal da estabilidade fiscal nesse país? Por que que toda hora as pessoas falam que é preciso cortar gastos? É preciso fazer tetos de gasto? Por que as mesmas pessoas que discutem com seriedade o teto de gasto não discutem a questão social do país? Por que o povo pobre não está na planilha da discussão da macroeconomia? Por que a gente tem meta de inflação e não tem meta de crescimento?”, disse Lula na ocasião.