Ludmilla volta a lamentar racismo de Val Marchiori e diz sofrer novo processo

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 29.05.2022 - Show da cantora Ludmilla durante a Virada Cultura 2022. (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 29.05.2022 - Show da cantora Ludmilla durante a Virada Cultura 2022. (Foto: Bruno Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Era março de 2021 quando a Justiça decidiu inocentar a socialite Val Marchiori de denúncias de racismo contra a cantora Ludmilla. Na época, ela venceu uma ação movida pela artista que pedia punição por ter tido seu cabelo comparado a uma palha de aço.

E na noite desta quinta-feira (3), Ludmilla voltou a lamentar o ocorrido em pleno mês da consciência negra. "Assim como foi com Eddy Jr., Seu Jorge e vários outros brasileiros que diariamente sofrem racismo, velado ou não, como foi meu caso, vai continuar sendo assim se a Justiça não nos ouvir", disparou.

Não bastasse isso, a cantora afirma que descobriu um novo processo contra ela. "Tive o desprazer de saber que, além de ter que arcar com as custas do advogado dela, estou sendo processada pelo advogado contratado pela minha antiga gestão. Provavelmente, serei obrigada a pagar ele. Uma grande ironia."

Sem papas na língua, Ludmilla também afirmou que não pretende mais deixar nada barato. "E o pior de tudo isso é que se a gente faz justiça com as próprias mãos, ainda sai como agressiva. Tô cansada de toda essa merd*. Não vou mais passar raiva. Já tô avisando!"