Ludmilla é chamada de "maconheira" e rebate: "Desde quando é xingamento?"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura

Ludmilla rebateu a vereadora Eliza Virgínia (PP), de João Pessoa (PB), após ser chamada de “maconheira” em uma sessão virtual da Câmara Municipal de João Pessoa na última terça-feira (6). A política atacou a cantora durante uma discussão sobre direcionamento de recursos para o setor cultural.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Quem vai receber esse auxílio? Espero que esse auxílio seja destinado à verdadeiros artistas, não, por exemplo, aos artistas que ficam nus nos museus, não aos artistas que fumam maconha, como a ‘maconheira’ da Ludmilla. Esse tipo de artista não merece receber auxílio emergencial do governo”, disparou a vereadora.

Leia também

Confira o vídeo:

A declaração de Eliza Virgínia viralizou nas redes sociais e chegou até a funkeira, que ironizou a crítica. “Ué, gente! Desde quando chamar alguém de maconheiro é xingamento?”, brinca Ludmilla em post no Twitter. “O que eu tenho certeza é que usar a imagem indevida de outras pessoas dá processo. Olha que dá, hein?”, completa.

Veja só:

Valesca Popozuda defendeu a amiga. “Desce processo nessa p*rra”, comenta a artista. Os fãs também ficaram ao lado de Ludmilla. “Falta de respeito”, “tem que processá-la mesmo”, “o consumo precisa ser normalizado” e “não podemos permitir que essa vereadora seja reeleita” são algumas das mensagens sobre o episódio.

Não é a primeira vez de Eliza Virgínia se posiciona contra Ludmilla. Ela defendeu “cadeia” para a cantora após o lançamento da música ‘Verdinha’, que fala sobre maconha.