Famosos sobre médica que disse não a Bolsonaro: "Depois de Deus, ela"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura
Geraldo Luís e Edson elogiam a cardiologista Ludhmila Hajjar no combate à covid-19 (Foto: Reprodução/Instagram @geraldobalanca @edsonsertanejo)
Geraldo Luís e Edson elogiam a cardiologista Ludhmila Hajjar no combate à covid-19 (Foto: Reprodução/Instagram @geraldobalanca @edsonsertanejo)

A médica Ludhmila Hajjar foi cotada para assumir o posto de Eduardo Pazuello, que deve deixar o Ministério da Saúde. A cardiologista intensivista se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última segunda-feira (15), mas recusou o convite para comandar a pasta por "falta de convergência técnica" no combate à covid-19. Na mesma semana em que a profissional se tornou um dos nomes mais comentados no país (ela relatou que recebeu ameaças de mortes por parte de bolsonaristas), famosos elogiaram seu trabalho.

Geraldo Luís, que contraiu a doença e passou 11 dias em UTI de hospital em São Paulo (SP), atribuiu sua recuperação aos esforços de Hajjar. "Depois de Deus, ela. A médica Ludhmila Hajjar, combatente número um contra a covid,-19 me salvou", declara o apresentador que segue internado e sob os cuidados da equipe da cardiologista.

Leia também

Ele compartilhou uma foto em que aparece abraçado com Ludhmila. Confira a publicação:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Quem também venceu a doença foi o cantor sertanejo Edson, da dupla com Hudson. Ele teve o acompanhamento de Ludhmila Hajjar, a quem chama de "sumidade da saúde". 

"Essas mulheres salvaram minha vida com competência e destreza, com um tratamento rápido e eficaz. Umm cuidado intenso e eficiente. Hoje, estou aqui", diz o artista sobre a equipe da médica.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ludhmila Hajjar, de 43 anos, já coordenou UTIs cardiológicas dos principais hospitais do país e é professora associada da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Além de famosos, a médica já teve autoridades como pacientes. A ex-presidenta Dilma Rousseff é uma delas. Circula na internet uma gravação antiga em que a cardiologista aparece tocando 'Amor, I Love You', de Marisa Monte, no violão para Dilma no hospital ao lado do cardiologista Roberto Kalil.

Assista ao vídeo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Veja mais: Thaynara OG fala sobre pressão estética e crises de ansiedade