Luciano Huck comenta saída de Moro: "Enorme frustração"

(Foto: Reprodução/Instagram/@lucianohuck/AP Photo/Eraldo Peres)

Luciano Huck, que já falou sobre a possibilidade de concorrer à presidência em 2022, usou o Twitter para comentar a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e da Segurança Pública na manhã desta sexta-feira (24).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

O apresentador da Globo não citou o nome do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua postagem, mas deixou claro que não ficou feliz com a demissão de Moro. O tom de Huck foi de preocupação com os rumos do atual governo.

Leia também

“A saída de Moro gera uma enorme frustração. Tudo indica que as mudanças tão defendidas pela população ficam adiadas. Em especial a agenda anticorrupção e o combate firme ao crime organizado e às milícias”, iniciou o artista.

O marido de Angélica ainda afirmou ser um risco o país encarar uma crise política durante a pandemia. “Gastar tempo com politicagem, e ainda pior com interesses pessoais e não coletivos é desperdiçar oportunidade preciosas de salvar vidas”, pontuou.

Huck acredita que o “momento é grave e exige patriotismo”. Ele disse que, neste momento, a prioridade deveria ser pensar nos desafios que surgirão com a possível “depressão econômica” gerada pelo coronavírus.

Assim como Luciano, Danilo Gentili e Marcos Mion também se pronunciaram em suas redes sociais. No entanto, muitos famosos ironizaram o pronunciamento de Sérgio Moro. Felipe Andreoli, apresentador do ‘Globo Esporte’, foi um deles: “Mais um comunista para o bando”, escreveu.