Luana Piovani tem malas extraviadas e promete processar empresa aérea

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO/SP BRASIL. 08/11/2017 - Luana Piovani. (foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO/SP BRASIL. 08/11/2017 - Luana Piovani. (foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz e apresentadora Luana Piovani, 44, passa por uma situação complicada após uma greve de uma empresa que oferece suporte terrestre às companhias aéreas em Portugal. Ela viajou para a Turquia e mesmo após cinco dias não conseguiu ter as malas devolvidas após um extravio.

"Nós e outras 5.000 pessoas estamos na roubada e não sabemos o que fazer. Nossa viagem tinha 25 dias. Quanto tempo acham que podem esperar para devolver as malas?", perguntou ela em uma série de vídeos no Instagram.

"Toda hora falamos com pessoas em Portugal tentando pegar as malas. Já são cinco dias. Essas pessoas estão dormindo no aeroporto? Ou foram viajar sem suas malas? Como essas pessoas estão?", indagou Piovani.

De acordo com ela, a greve fez com que ao menos 4.000 bagagens ficassem estocadas. "Iríamos para Ibiza a um evento e não fomos. Existe um evento de trabalho [na próxima] sexta e não iremos. Segundo evento que a gente perde", completou.

Luana, que está vivendo com algumas compras de mudas de roupas que fez, diz que pensa em abrir um processo contra a empresa. "Existem documentos, coisas pessoais e existia um compromisso profissional do Lucas [Bitencourt, namorado] o qual estava acompanhando que também não aconteceu. O negócio vai ficar sério", comentou.

Segundo informações da TV estatal RTP, 650 rotas foram canceladas no aeroporto de Lisboa. Os trabalhadores da empresa exigem o pagamento de salários atrasados e férias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos