Luana Piovani torce por impeachment de Bolsonaro e revela o que faria se os filhos fossem gays

·2 minuto de leitura
A atriz mora com os filhos em Portugal (Foto: Reprodução/Instagram/@luapio)
A atriz mora com os filhos em Portugal (Foto: Reprodução/Instagram/@luapio)

Resumo da notícia:

  • Piovani respondeu perguntas polêmicas no Instagram

  • A atriz opinou sobre a situação política do Brasil

  • Ela também foi questionada sobre a sexualidade dos filhos

Luana Piovani já provou que não tem papas na língua. Nesta segunda-feira (8), a atriz abriu uma caixinha de perguntas no Instagram para falar de tudo um pouco e acabou opinando sobre política, família, envelhecimento e outros assuntos polêmicos.

Um internauta quis saber o sentimento da artista em relação ao Brasil. Mesmo morando em Portugal, Luana acompanha o noticiário e sofre com as manchetes negativas sobre o país. 

Leia também:

"Estou acreditando no impeachment, mas desacreditando que colocaram esse (presidente) para tirar o outro e agora vão colocar o outro para tirar esse. O Brasil é o país da piada pronta", diz ela, que se revolta com Bolsonaro e faz duras críticas ao PT.

Feliz em Portugal, Piovani diz que não pensa em voltar a morar no Brasil. Ela lamenta ter tantos amigos e familiares sofrendo por aqui. Questionada sobre as dificuldades que já enfrentou na Europa, a apresentadora garante que não tem do que reclamar. "Tudo que quero consigo fazer. Ah! Os vizinhos estão me pentelhando porque meu cão late. Isso me cansa a beleza, pensando bem", brincou.

Em outra caixinha, Piovani comentou como reagiria se soubesse que os filhos são gays. A artista, que revelou ter o desejo de adotar uma criança, contou que não mudaria absolutamente nada na criação deles, mas se preocuparia com os preconceituosos: "Na época de começar a sair, eu me preocuparia, com certeza. Tanta gente ignorante nesse mundo, mas Deus proverá".

Aos 44 anos, Luana não parece preocupada com as marcas do envelhecimento. Ela diz que já percebe as mudanças em sua pele, mas prefere olhar para a experiência adquirida. "Meio chato, né? O tônus vai diminuindo, a pele vai descolando, mas antes velha que morta! Enquanto estou viva, cheia de graça, talvez ainda faça um monte de gente feliz", afirmou a ex de Pedro Scooby.

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos