Luísa Sonza tem audiência por injúria racial agendada; entenda

*Arquivo* São Paulo, SP, 16.06.2022 - A cantora Luísa Sonza. (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
*Arquivo* São Paulo, SP, 16.06.2022 - A cantora Luísa Sonza. (Foto: Bruno Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Luísa Sonza, 24, teve uma audiência de conciliação agendada pela Justiça do Rio de Janeiro, devido a um processo por um suposto ato de racismo. A autora da acusação diz ter sido vítima de injúria racial e pede uma indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil.

A audiência foi marcada para o dia 14 de setembro, às 13h. Isabel Macedo de Jesus acusa a artista de ter dado um tapa em seu braço e pedido que lhe desse um copo d'água, em tom ríspido. O episódio teria acontecido em Fernando de Noronha, durante um festival gastronômico da pousada Zé Maria.

Segundo nota do Tribunal de Justiça do Rio, Sonza afirma que não estava fazendo shows na pousada Zé Maria —que também é processada por Isabel— e que subiu no palco apenas para atender pedidos dos fãs. O fato teria acontecido em setembro de 2018.

A defesa da artista afirma que ela não poderia ter dado um tapa no braço de alguém, já que estava no palco, e pede a extinção do processo. Além disso, também há um pedido que a autora seja multada por litigância de má-fé e por querer "usufruir de vantagens financeiras e obter seus cinco minutos de fama". Procurada pela Folha de S.Paulo, a assessoria da artista não respondeu até a conclusão deste texto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos