Luísa Sonza quebra silêncio sobre processo por racismo

Luísa Sonza © Instagram credit:Bang Showbiz
Luísa Sonza © Instagram credit:Bang Showbiz

Luíza Sonza se manifestou para esclarecer o suposto caso de racismo que ocorreu em 2018.

Vindo a conhecimento público apenas em 2020, a cantora é alvo de uma ação na Justiça aberta pela advogada Isabel Macedo, depois que Luísa pediu um copo d’água em uma festa acreditando que a mulher trabalhasse no local.

Em suas redes sociais, Luísa divulgou uma carta aberta onde fala sobre o processo – no qual teve sua última audiência suspensa -, afirmando que está disposta a resolver amigavelmente a situação e pagar o valor pedido por Isabel.

"Quero agradecer a vocês que, com razão, me cobraram, e dizer o quanto tudo isso foi importante para mim. Aprendi a ver, mais a fundo, a história por outra perspectiva e perceber a dor do outro. Me coloquei no lugar. E entendi que precisa ser sempre assim. (...) Por isso, a minha decisão é solicitar uma audiência especial para resolver amigavelmente o processo, acatando o valor pedido pela Autora’’, disse Luísa em um dos trechos, após cobranças dos usuários das redes sociais.

A artista esclareceu que o caso se trata de danos morais e não injúria racial, como divulgado anteriormente.

"Por fim, quero esclarecer que esse caso veio a público em 2020, quando foi aberto, e é um processo de danos morais - não estou respondendo por processo criminal, como foi divulgado, e não há nenhum outro em andamento", finalizou.