'Love Is Blind': 5 motivos para maratonar o reality de casais da Netflix

Foto: Reprodução/Netflix

O reality ‘Love Is Blind’ (Casamento às Cegas) está movimentando as redes sociais e já é um dos conteúdos mais assistidos da Netflix no Brasil. Até Anitta ficou viciada! O programa pretende responder se o amor é cego a partir de um experimento com solteiros que sonham com o dia em que subirão no altar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Tudo começa com os participantes conversando em cabines individuais, sem se verem pessoalmente, mas com algo em comum: todos em busca do par perfeito. Os casais só têm a oportunidade de se verem a partir do momento em que decidem se casar. Pois é, tem que rolar pedido de casamento e a resposta do parceiro (ainda do outro lado da parede), obviamente, precisa ser “sim”.

Leia também:

Pelo incrível que pareça, muitos criam laços afetivos, conversam sobre assuntos íntimos e trocam declarações em pouco tempo. Uma semana depois, os casais finalmente se encontram, passam uma semana no México, conhecem seus familiares e iniciam os preparativos para o grande dia. O problema é que nem todo mundo consegue associar a imagem do noivo com a voz que ouvia durante as conversas da cabine. Aí surgem decepções, brigas e revelações.

Ineditismo

O reality chama atenção desde o seu primeiro episódio por se tratar de algo novo. Nenhum outro programa envolvendo a formação de casais acontece dessa forma. O ‘Power Couple’ e o ‘De Férias com o Ex’, formatos consagrados no Brasil, não têm nem comparação.

No ‘Love Is Blind’ o telespectador se prende para saber se os casais realmente darão certo. E não tem como não pensar que estão loucos por aceitarem participar do experimento. Afinal, é muito mais do que se relacionar com alguém sendo filmado. É escolher dividir a vida com uma pessoa que você nunca viu.

Polêmicas

Como em todo bom reality, o ‘Casamento Às Cegas’ não deixa a desejar quando o assunto é treta e polêmica. Sem adiantar muito para não dar spoilers, o programa retrata o conflito de um homem bissexual que precisa contar para sua parceira que também se interessa por homens, um casal que precisa lidar com mais de dez anos de diferença de idade, uma mulher que aceita casar com um rapaz mesmo estando interessada por outro e os desafios de um casal inter-racial com seus familiares após o confinamento. Não é mole não.

Suspense

Se você acha que consegue descobrir os casais que não vão para frente no começo está errado. Até o último episódio não dá para saber quem realmente vai dizer “sim” e quem jogará todo o investimento fora na hora do tudo ou nada. Muitas coisas mudam ao longo da experiência. Alguns casais fazem valer a máxima que “o amor é cego”, mas nem todos sustentam a teoria e terminando tudo durante o noivado. Os familiares e amigos também têm participação especial durante a série.

Edição

Como outros seriado de sucesso da plataforma, o reality tem uma edição rápida e não perde tempo enchendo linguiça. Fique tranquilo que você só verá as partes mais interessantes das conversas entre os casais. Quem fica de enrolação nem aparece. Definitivamente, esse é um programa em que planta não é aguada! A Netflix ainda exibirá um episódio especial na próxima quinta-feira (5) para mostrar como os participantes estão após um ano de gravação. Será que já teve divórcio?

Reflexão

Embora tudo pareça uma loucura, o reality promove reflexão e debates interessantes. O tempo que dedicamos às redes sociais e esquecemos do mundo real, o quanto valorizamos a aparência e esquecemos da essência e o que significa assumir um compromisso grandioso, como um casamento, são algumas das temáticas discutidas pelos participantes ao longo dos 11 episódios.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.