Lorena Vieira, esposa de Rennan da Penha, revela que sofreu racismo em banco

Foto: Reprodução/Instagram (@badgallore)

Lorena Vieira, esposa do DJ Rennan da Penha, usou as redes sociais para contar que foi vítima de preconceito e racismo em uma agência do Banco Itaú nesta quinta-feira (30). Segundo a esteticista, o caso foi parar na delegacia após funcionários do banco a impedirem de sacar R$ 1500 e afirmarem que as movimentações de sua conta são “suspeitas”.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Em entrevista ao G1, Lorena deu mais detalhes. Ela contou que foi buscar o cartão que não chegou em sua casa e as funcionárias da agência, que fica na Zona Norte do Rio, a levaram direto para a delegacia.

“Elas (as funcionárias) estavam falando que 'entrou uma quantidade de dinheiro e a gente não sabe de onde vem'. Eu fiquei sem entender. Eles começaram a cochichar, os funcionários do banco começaram a me olhar. A funcionária falou para a gente esperar um pouco e saiu. Ela não voltou mais, quem voltou foi a Polícia Civil. Três policiais, falando para eu ir para a delegacia", explicou.

Segundo a companheira de Rennan, os policiais também agiram com preconceito assim que chegaram na agência. Revoltada pela forma como foi tratada, a moça até rasgou a identidade. “O policial falou que era quase impossível saber se era eu, porque o meu cabelo estava liso, falou que era pra eu jogar minha identidade fora e fazer outra com o meu cabelo natural. Aí eu rasguei. Se é uma pessoa branca que tem o cabelo alisado e depois deixa encaracolar, ninguém faria isso", disparou.

Em nota, o Banco Itaú lamentou o ocorrido e afirmou que o procedimento adotado na agência é padrão em casos de suspeita de fraude. “Não tem qualquer relação com questões de raça ou gênero. O objetivo era proteger os recursos de Lorenna de possível fraude, uma vez que já havia um bloqueio preventivo de sua conta corrente e era difícil identificá-la com o documento apresentado no caixa. O Itaú Unibanco acredita que toda forma de discriminação racial deve ser combatida”, diz o comunicado.

Nas redes sociais, famosos e anônimos se solidarizaram com a esteticista. O ator José de Abreu prometeu fechar sua conta caso o banco não consiga provar que não agiu com má intenção. O ex-BBB Rodrigo França lembrou que o banco faz propaganda com atores negros, mas a forma como tratou Lorena contradiz essa “política de igualdade”. Já o youtuber Felipe Neto pediu uma explicação urgente.