Lorde regrava faixas de 'Solar Power' em maori, idioma nativo da Nova Zelândia

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO - SP - BRASIL, 05-04-2014 - A cantora neozelandesa Lorde se apresentou no palco Interlagos durante o festival Lollapalooza, realizado no autodromo de Interlagos, no bairro de Interlagos, zona sul da cidade. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO - SP - BRASIL, 05-04-2014 - A cantora neozelandesa Lorde se apresentou no palco Interlagos durante o festival Lollapalooza, realizado no autodromo de Interlagos, no bairro de Interlagos, zona sul da cidade. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Lorde lançou na manhã desta quinta-feira (9) um EP com canções gravadas em maori, a língua falada por povos nativos da Nova Zelândia.

Batizado de "Te Ao Marama" --ou mundo da luz, em português--, o disco é composto por cinco regravações de faixas de "Solar Power", seu novo álbum, lançado no fim do mês passado.

Apesar de ter nascido e crescido na Nova Zelândia, a cantora, de 24 anos, afirmou em entrevista ao portal Spinoff que precisou consultar muitos especialistas, inclusive anciãos maoris, para evitar incorrer em erros, já que ela própria não entende o idioma. Ela também contou com a ajuda de tradutores para adaptar as canções.

"Descobri muitas coisas enquanto produzia este álbum, mas o principal foi que muitos dos valores que me guiam, no que diz respeito a proteger e escutar a natureza, vêm de princípios maoris", afirmou na entrevista. "Mesmo que você não entenda o idioma, vai se impressionar com o quão elegantes minhas letras soam."

As faixas regravadas foram "Solar Power", "The Path", "Stoned At The Nail Salon", "Fallen Fruit" e "Oceanic Feeling".

Os lucros de Lorde com o disco serão revertidos a duas instituições filantrópicas da Nova Zelândia. São elas a Forest & Bird, que trabalha em prol da proteção do meio-ambiente, e a Te Hua Kawariki Charitable Trust.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos