Lollapalooza 2019: Jair Bolsonaro é alvo de protestos em festival

Foto: Erik Paulussi/Yahoo

O presidente Jair Bolsonaro foi alvo de protestos em diversos momentos nos shows do Lollapalooza 2019, neste sábado (6), que ocorre no Autódromo de Interlagos em São Paulo.

Além de coros e xingamentos de quem assistia, diversos artistas exibiram mensagens contra ele – especialmente os nacionais.

Leia mais: Lollapalooza 2019: camisas listradas e néon são tendências favoritas

Uma delas foi Duda Beat. Além de exibir as mensagens “Ele não” e “1964 foi golpe, sim”, ela protestou contra a prisão de Renan da Penha, dj criador do Baile da Gaiola que é acusado de associação com o tráfico.

Ao fim da apresentação de Liniker e o Caramelows, a cantora trans falou sobre a importância da diversidade e da representatividade LGBT.

Leia mais: Lollapalooza 2019: jovens pedem reembolso e trocam festival por karaokê do metrô

“Estar a tanto tempo nessa caminhada e ver o que acontece com o Brasil é muito foda. Mas vamos combater o ódio e a intolerância com mensagens de amor”, disse.

O discurso foi seguido da plateia mandando o famoso “ei, Bolsonaro. Vai tomar no… ”

Ânimos acirrados

Durante o show do Artic Monkeys, na noite de sexta-feira (5), o mesmo coro foi entoado. Próximo à reportagem, uma jovem se mostrou incomodada com a situação.

“Para de falar isso, ele é foda”, falou ela.

“Acho que é melhor você ir lá pro palco eletrônico, tem mais gente top igual você”, respondeu um homem.