10 livros infantis com protagonistas pretos para ler com as crianças

Inserir leituras com protagonistas pretos ajuda na construção da auto-imagem e na quebra de paradigmas e preconceitos (Foto: Getty Creative)

Como é para você ter conversas difíceis com os seus filhos? E, mais ainda, de que forma você pode começá-las? Falar sobre raça já é difícil entre adultos (apesar de que não deveria ser), mas a boa notícia é que é possível se utilizar de uma série de recursos para tornar essa conversa mais fácil. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

A literatura infantil preta pode não fazer parte da sua biblioteca atual, mas, acredite, ela não só existe como é uma grande ferramenta para normalizar a conversa sobre raça, ajudar na construção da identidade de crianças pretas e de uma visão e vivência antirracista em crianças brancas. Por isso, fizemos uma seleção com algumas obras que você pode começar a ler com os seus filhos para tornar prática uma mudança de mentalidade mais do que necessária no momento em que vivemos hoje. 

Leia também

1.Histórias da Preta, Heloísa Pires Lima (Companhia das Letrinhas)

Este livro de Heloísa Pires Lima conta as histórias dos pretos traficados como escravos para o Brasil e que transformaram o país em sua segunda casa. Combinando fatos históricos, reflexões, exercícios de cidadania e historinhas tiradas da mitologia africana, a autora fala de forma muito didática sobre como é ser preto no Brasil. 

2.O mundo no Black Power de Tayó, Kiusam de Oliveira (Editora Peirópolis)

Uma personagem negra, cheia de autoestima, que exibe com orgulho o seu black power e sabe lidar com o preconceito e os comentários de ódio como ninguém. Essa é Tayó, protagonista do livro escrito por Kiusam de Oliveira, que transforma o cabelo da protagonista em uma metáfora da riqueza cultural de todo um povo. 

3.Amoras, Emicida (Companhia das Letrinhas)

O primeiro livro do rapper Emicida fala sobre a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulhamos de quem somos - hoje e sempre. Feito com base no rap "Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também", as palavras poéticas do músico unidas às belas ilustrações Aldo Fabrini transformam o livro em uma obra maravilhosa sobre auto-aceitação. 

4.Sulwe, Lupita Nyong'o (Editora Rocco)

Escrito pela atriz vencedora do Oscar Lupita Nyong'o, Sulwe conta a história de uma menina que tem a pele "da cor da meia-noite" e sente-se constantemente insatisfeita por não ter amigos e não se achar bonita. Porém, ela descobre, com a ajuda da mãe, a ter orgulho de si mesma e que o seu brilho e beleza já estavam dentro dela própria o tempo todo. 

5.Bucala: A pequena princesa do quilombo do cabula, Davi Nunes (Editora Malê)

Os quilombos são parte importantíssima da história do povo preto no Brasil, e este livro acompanha a trajetória de Bucala, uma princesa quilombola com cabelo crespo em forma de coroa e que têm poderes mágicos que a ajudam a proteger a sua comunidade.

6.Meu crespo é de rainha, bell hooks (Editora Boitempo)

Escrito pela autora, professora e teórica feminista bell hooks em 1999, o livro Meu Crespo é de Rainha é um poema rimado e ilustrado daqueles que acalentam e merecem ser lidos em voz alta para todo mundo ouvir. É uma história que enaltece a beleza dos diferentes fenótipos pretos e tem como objetivo ajudar meninas e mulheres pretas a amarem e se orgulharem de seus cabelos naturais. 

7.A Neta de Anita, Anderson de Oliveira (Editora Mazza)

Com muita delicadeza e sensibilidade, o livro A Neta de Anita acompanha uma menina que, munida da sua ancestralidade, enfrenta o racismo e a discriminação. De forma tocante e muito bonita, ele aborda as questões raciais de forma certeira, mas também demonstrando a importância da cumplicidade e do conhecimento para superá-las. 

8.Caderno de Rimas de João, Lázaro Ramos (Editora Pallas)

Primeiro livro do autor e ator Lázaro Ramos, Caderno de Rimas de João apresenta os assuntos de uma forma leve e divertida, encabeçadas pelas belas rimas do personagem principal. 

9.Obax, André Neves (Editora Brinque-Book)

Vencedor do Prêmio Jabuti de melhor livro infantil de 2011, Obax é uma história que surgiu das pesquisas do autor sobre a África. A protagonista, uma menina sensível, vê um dia uma chuva de flores e decide contar a história para os amiguinhos, apenas para ser descreditada. Então, ela decide sair em uma aventura para provar que a chuva florida realmente existe. 

10.Menina Bonita do Laço de Fita, Ana Maria Machado (Editora Ática)

O livro conta a história de uma linda menina preta que faz amizade com um coelho branco, que decide ter filhotes da mesma cor que a dela. Toda vez que pergunta os segredos por trás da cor da sua pele, a menina conta uma história diferente para o coelho, que logo entende a importância da genética e da ancestralidade por trás da cor da menina.