Liam Payne investe em teste clínico com cogumelos alucinógenos para tratar depressão

·1 minuto de leitura
Liam Payne credit:Bang Showbiz
Liam Payne credit:Bang Showbiz

Liam Payne teria topado investir em um tratamento experimental que utiliza cogumelos alucinógenos no combate à depressão.

O ex-integrante da banda One Direction teria se juntado a um projeto comandado pelo empresário Steven Bartlett, que estuda compostos encontrados em cogumelos mágicos no tratamento contra a depressão.

Em entrevista ao 'British Podcast Awards', o empresário alegou que Liam havia firmado parceria com 'ATAI Life Sciences', uma empresa biofarmacêutica comandada por Steven e que estuda os possíveis benefícios da psilocibina, o composto psicodélico ativo dos cogumelos mágicos.

"Existem testes clínicos em andamento no momento usando um dos compostos psicodélicos, chamados psilocibina. É um composto encontrado em cogumelos mágicos. Eles desbloqueiam o seu subconsciente, e sabemos que o transtorno depressivo persistente geralmente não é culminado por algo que há de errado com seu cérebro, mas, sim, por algo que aconteceu com você", afirmou o CEO da 'ATAI Life Sciences'.

"O que estamos defendendo é que seja legal em ambientes clínicos... não que seja legal nas ruas", esclareceu.

Liam já falou abertamente sobre sua própria luta contra a depressão. Recentemente, quando questionado sobre como enfrentou o período de isolamento social, o cantor relatou que seus amigos foram essenciais em meio à pandemia.

"Amigos que estão presentes... e falar com um dos meus gerentes de quem sou muito próximo. Acho que diversos homens têm dificuldade para falar de forma franca sobre o que estão enfrentando (...) Mas creio que se eu não tivesse isso, alguém com quem compartilhar minhas dores, acho que teria sofrido muito mais", disse Liam.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos