Leticia Colin posa de topless e questiona: "Por que homens podem andar sem camisa e nós não?"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Foto: Reprodução/Instagram (@leticiacolin)
Foto: Reprodução/Instagram (@leticiacolin)

Leticia Colin não perde a oportunidade de lutar pelo feminismo e mostrar que o conservadorismo não está com nada. Prova disso é o trabalho que a atriz fez em conjunto com a revista Marie Claire para um editorial a frente de seu tempo.

Nas fotos, a atriz aparece de topless com os seios à mostra, em um ato de luta contra o machismo “Vejo meu corpo como uma ferramenta de luta”, disse ela à revista. “Diante do avanço do conservadorismo, posar com os seios à mostra é um jeito de lutar pelas liberdades. No mundo inteiro existem tabus em torno da imagem feminina e leis que interferem nas escolhas que fazemos em relação à ela”, exclamou.

Leia mais: Famosas saem em defesa de Claudia Leitte: “Cada mulher que se impõe nos liberta”

Leticia, que também defende a legalização do aborto e o poder de escolha para vestir o que quiser, ainda revelou à publicação que sua nudez ali não seria de maneira alguma uma ferramenta erótica: “Nosso corpo deve ser um instrumento de nossas escolhas e desejos. Seios de mulheres não deveriam causar estranhamento. Por que homens podem andar sem camisa e nós não?”.

Estrela da última novela das nove, na Globo, Leticia pode ser nova entre os destaques globais, mas não é de hoje que a atriz defende o feminismo. Para a Marie Claire, a bela contou que quando adolescente colocou um cartaz com os diretor “Sou um abusador” na porta do consultório de um médico que a assediou em uma consulta. Feminista mesmo! Veja a capa da publicação abaixo:

View this post on Instagram

Obrigada, Marie Claire. Juntas, Somos. Com liberdade. Pelo dia em que nossos corpos nunca mais nos farão mortas.

A post shared by Leticia Colin (@leticiacolin) on Nov 27, 2018 at 5:24am PST

Posicionamento

Recentemente, a atriz criticou a atitude de Silvio Santos no episódio envolvendo Claudia Leitte e falou da importância de nos reinventarmos como sociedade.

“A gente [mulheres] não aprende a se defender, mas sim, a se constranger. A gente precisa se acolher. Acho absurdo mulher que aponta o dedo na cara da outra e fica dizendo: ‘por que você não pegou suas coisas e saiu?’ A gente precisa estar junto, perto. Imagino o que a Claudia sentiu ali. Esse cara [Silvio Santos] precisa saber que está muito errado o que ele fez. É inadmissível… tem várias coisas inadmissíveis, olha o nosso momento político”, desabafou Letícia em bate-papo com Júlia Faria.

Ainda ma conversa, Leticia falou sobre a necessidade de pararmos com os tabus. “Precisamos nos reinventar também. É muito doente a nossa relação com a sexualidade. A mulher está sempre nesse lugar de vítima, de reprimida. Como se a culpa fosse nossa. A gente vai pastar um pouco para se libertar desse lugar de culpa. Eu falo, mas para mim também é difícil”, assumiu Letícia, uma das vozes jovens mais atuante socialmente à frente de debates.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos