Lenda das artes marciais Sonny Chiba morre de Covid

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Sonny Chiba e a colega Lucy Liu na pré-estreia de 'Kill Bill'

O ator japonês Sonny Chiba, 82, lenda das artes marciais, que participou de "Kill Bill" e "Velozes e Furiosos", morreu ontem de complicações causadas pela Covid-19, informou seu agente, Timothy Beal, à AFP, nesta quinta-feira.

"Que notícia trágica. Ele era um grande amigo e um cliente incrível. Um homem humilde, amigável e que se preocupava", lamentou Beal.

Sadaho Maeda, seu nome verdadeiro, nasceu em Fukuoka, no Japão, em 1939. Na década de 1960, estudou artes marciais e se especializou em caratê. Graças às suas habilidades, ganhou papéis em filmes e séries de TV japonesas, incluindo oportunidades no influente estúdio Toei.

Após o sucesso mundial do astro Bruce Lee, Chiba fez seu nome fora do Japão, ao protagonizar a trilogia "The Street Fighter". Sua atuação impressionou o diretor Quentin Tarantino, que, mais tarde, ofereceu a ele o papel de "Hattori Hanzo" em "Kill Bill". Em 2006, Chiba participou de "Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio".

Beal contou que o ator estava prestes a começar a trabalhar em "Outbreak Z", filme de zumbis estrelado por Wesley Snipes.

ban-hg/sst/pr/lda/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos