Lenda da Motown Lamont Dozier morre aos 81 anos

Lamont Dozier participa do Grammy em 2009

(Reuters) - O lendário astro da Motown Lamont Dozier, cantor e compositor prolífico que escreveu e produziu clássicos como "Stop! In The Name Of Love," "Baby Love" e "Two Hearts," morreu aos 81 anos de idade, afirmou sua família nesta terça-feira.

Dozier morreu em sua casa na segunda-feira, disse a família em nota.

Dozier foi um dos mais reconhecíveis membros do trio de compositores que incluía os irmãos Brian e Eddie Holland. O grupo, conhecido como Holland-Dozier-Holland, escreveu e produziu dezenas de sucessos nas paradas musicais para artistas como Diana Ross e the Supremes, Martha and the Vandellas, Four Tops, Marvin Gaye, entre outros, ajudando a moldar o clássico som da Motown.

Dozier também trabalhou com artistas contemporâneos como Kanye West, Dave Stewart, da banda Eurythmics e os Black Eyed Peas. Suas músicas já foram regravadas por artistas como Rolling Stones, Linda Ronstadt, James Taylor, entre outros.

"Respeitado como um dos gênios musicais mais humildes a atingirem o nível de sucesso que atingiu, Lamont Dozier era icônico", diz o obituário publicado por sua família.

Os irmãos Holland e Dozier, nascidos e criados em Detroit, foram introduzidos no Hall da Fama do Rock and Roll em 1990.

"A Motown como conhecemos não existiria sem Holland-Dozier-Holland," afirmou o museu na época.

A esposa de Dozier, Barbara Ullman, morreu em 2021 após 40 anos de casamento. Seus filhos incluem o produtor e compositor Beau Dozier e o compositor Paris Ray Dozier.

(Reportagem de Akriti Sharma em Bengaluru e Brendan O'Brien em Chicago)