Lembra deles? Roqueiros de sucesso antigamente hoje apoiam Jair Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Digão, Roger Moreira e Renato Pelado: roqueiros de sucesso no passado apoiam Jair Bolsonaro (Fotos: instagram/roxmo e divulgação)
Digão, Roger Moreira e Renato Pelado: roqueiros de sucesso no passado apoiam Jair Bolsonaro (Fotos: instagram/roxmo e divulgação)

Resumo da notícia:

  • Roqueiros de sucesso antigamente hoje apoiam o presidente Jair Bolsonaro

  • Digão, vocalista do Raimundos, puxa lista de artistas que preferem a direita na política

  • Confira abaixo outros nomes

Na semana passada, Digão, vocalista do Raimundos, virou alvo de discussões políticas na internet ao dizer que vai votar em Jair Bolsonaro na eleição presidencial. Apesar de ser um posicionamento raro no meio político nos últimos tempos, ele não chega a ser o único roqueiro a demonstrar simpatia pelo político do PL de extrema direita.

Mostrando como o rock mudou de cara com o passar das décadas, principalmente no Brasil, mostramos alguns casos de artistas do rock, conhecidos pela rebeldia, que passaram a abraçar a direita e o conservadorismo no campo político, declaradamente. Você se lembra deles?

Digão - Raimundos

Digão, vocalista do Raimundos, não só discorda dos artistas ligados à esquerda como já disse que vai votar em Jair Bolsonaro na eleição presidencial por considerá-lo "a opção menos pior". Em entrevista ao Uol, ele chegou a comparar as críticas que recebe por seu posicionamento político a perseguições nazistas. "As pessoas me cancelaram porque eu falei mal do comunismo. Mas uma coisa é clara, o nome só mudou, porque isso, na verdade, é censura. O Instagram te censura, as próprias pessoas perseguem as outras. Eu senti na pele, mesmo que um pouquinho, como os judeus se sentiam sendo perseguidos", afirmou.

Roger Moreira - Ultraje a Rigor

Em entrevista recente ao podcast Inteligência Ltda, Roger, vocalista do Ultraje a Rigor, explicou porque segue apoiando Jair Bolsonaro em 2022. "Eu sou muito coerente. As pessoas falam que ele está igual ao Lula. Não está. Ele é muito diferente do Lula. O Danilo Gentili acho que rompeu com o Bolsonaro por algo pessoal. Acho que tiveram ataques. Foi quando iam colocar o Eduardo Bolsonaro como embaixador. Isso não interessa para mim. Ele acha de uma forma, eu acho diferente. Acho que sou o único com culhão. Tem muita gente com o Bolsonaro, mas que não se expõem", disse ele.

Renato Pelado - Charlie Brown Jr

Baterista da formação clássica do Charlie Brown Jr, Renato Pelado hoje dá palestras em igrejas evangélicas sobre depressão e a sua experiência com a fama no rock. Quem acompanha a sua conta no Instagram sabe que ele apoia o governo de Jair Bolsonaro, apoiando até campanhas de jejum pelo Brasil.

Paulão - Velhas Virgens

Paulão é vocalista do Velhas Virgens, banda conhecida por escrever músicas sobre mulheres e cerveja. Pelas letras que escreveu, não é de se estranhar que ele vote em Jair Bolsonaro. Mas ele vai além: em 2018, o artista chegou a fazer campanha para o candidato a deputado estadual Coronel Telhada.

Rodrigo Costa - Forfun

Em 2019, Rodrigo Costa, ex-baixista do Forfun, revelou que a banda acabou por motivos políticos. Enquanto os outros membros eram de esquerda, ele é amigo de Carlos e Eduardo Bolsonaro desde a juventude. "O Forfun sempre teve um viés mais de esquerda, político e tal, e eu fui me tornando um elemento fora dessa coisa, porque, apesar de a faculdade quase não mostrar conteúdo que não fosse desse viés mais de esquerda —Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, que doutrina alunos e não ensina de forma equilibrada—, mesmo que eu estivesse dentro desse instituto, eu consegui, com o pouquinho que certos professores me mostravam, despertar esse interesse por um outro lado da coisa que eu não conhecia direito", disse ele em entrevista ao Diário do Rio.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos