Leandro Lima revela bastidores da morte de Levi: "Estava exausto"

Levi se tornou o grande vilão de
Levi se tornou o grande vilão de "Pantanal" (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Os dias de Levi, personagem de Leandro Lima em "Pantanal", estão contados. Nos próximos capítulos, o vilão levará um tiro de Juma (Alanis Guillen), brigará com Tibério (Guito) e Trindade (Gabriel Sater) e acabará no rio devorado por piranhas. As cenas já foram gravadas com a ajuda de um dublê. O ator, no entanto, precisou nadar de calça jeans e botas por quatro horas para conseguir cumprir a sequência.

Ao Yahoo, Leandro Lima revela que ficou exausto: "A última semana de gravação (morte do Levi ) foi catártica. Eu tinha consciência que ia deixar ali esse personagem que tanto amei e isso acabou me ajudando em cena. No final do dia estava exausto, demorei muito para conseguir tirar o figurino."

Além do cansaço físico, Leandro conta que sofreu ao se despedir do vilão que acabou marcando a sua carreira. "Me emocionei sozinho no camarim e deixei ele ir. Espero que as pessoas tenham amado odiar o Levi!", completou, feliz com o resultado e ansioso para assistir o episódio editado.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, a gravação da morte de Levi contou com mais de 40 profissionais. Leandro Lima deixou o local aplaudido pelo esforço e dedicação em "Pantanal". O ator ficou feliz da vida. Para completar, Toni, fruto do seu relacionamento com Flávia Lucini, nasceu dentro do carro no último fim de semana. Não dá para negar, ele é o momento!