Lauv faz as pazes com sua versão do passado no álbum “All 4 Nothing”

Capa do disco
Capa do disco "All 4 Nothing", do Lauv. (Foto: Divulgação/Universal Music Brasil)

Depois de dois anos do lançamento de seu disco de estreia, "how i'm feeling", Lauv está de volta com seu novo disco, intitulado "All 4 Nothing". O músico faz seu grande retorno nesta sexta-feira (5) com faixas ainda mais dançantes enquanto canta os desafios de se manter sóbrio.

Quem já gosta do estilo eletropop das músicas do artista não vai se decepcionar com o novo projeto. Apesar de em alguns momentos parecer “jogar no seguro” ao manter as batidas animadas presentes no disco anterior, Lauv se prova um artista versátil, brinca com freestyle e apresenta muita sensibilidade nas letras de suas canções.

“All 4 Nothing” não tem parcerias com outros cantores. Este é o projeto mais íntimo e introspectivo do artista, que terá clipes de todas as faixas. O ritmo divertido deve envolver primeiro os corpos, fazendo com que muitos só se atentem às letras somente depois de ouvirem as canções mais de uma vez, enfim prestando mais atenção às dores e aos dilemas que estão sendo narrados.

O músico começou a trabalhar no disco quando estava passando por uma grande crise existencial, tentando reconquistar sua confiança em tratamentos e buscando diferentes refúgios. “Uma das coisas mais poderosas que encontrei foi essa coisa chamada meditação da criança interior. Onde você literalmente se visualiza em uma idade mais jovem e vê quais lições, mensagens ou jornadas tão jovem você pode ter para você”, explicou em postagem feita no Instagram. “Eu literalmente tive conversas com o garoto mais novo, Ari, em diferentes idades, em várias ocasiões. Uma delas se transformou na música ‘Kids Are Born Stars’".

O próprio artista descreve o disco como uma viagem para recuperar seu amor próprio. “É uma jornada de encontrar o valor em si mesmo, em seu coração, lutando para chegar lá”, contou em conversa com jornalistas. A faixa “26”, que abre o projeto, é a que resume melhor esse sentimento e talvez seja também a que melhor sintetize o que está por vir.

“O dinheiro compra a felicidade, mas não te compra tempo. Quanto mais eu envelheço, menos quero ficar sóbrio. Mas eu não posso desistir, p*rra. Talvez eu esteja apenas quebrado. Eu nunca vou admitir, mas eu gostaria de ser mais jovem. Sim, 26 e rico”, diz um trecho da letra.

Assim como em “26”, Lauv conversa com si mesmo na faixa “Hey Ari”, a mais vulnerável e emotiva de todo o disco. Ele se observa tomando todas diferentes decisões, boas e ruins, enquanto se questiona sobre ser verdadeiramente feliz.

O disco "All 4 Nothing" é sobre buscar a versão de si mesmo sem cair em uma espiral de ansiedade, respeitar seus limites e a própria história. Lauv canta sobre seus erros e acertos, não em uma tentativa de encontrar seu "final feliz", mas de reestabelecer uma conexão com sua criança interior e ficar em paz com o adulto que se tornou. Ouça:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos