"Lata Velha": internet relembra as piores reformas já feitas pelo Caldeirão do Huck

Rafael Monteiro
·3 minuto de leitura
Lata Velha: internet relembra as piores reformas já feitas pelo Caldeirão do Huck (reprodução)
Lata Velha: internet relembra as piores reformas já feitas pelo Caldeirão do Huck (reprodução)

O "Lata Velha" é um dos grandes trunfos do “Caldeirão do Huck”, programa vespertino dos sábados da TV Globo. Criado em 2005, o quadro é um dos grandes representantes do traço assistencialista do programa comandado por Luciano Huck.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Sujeitando pessoas de classe baixa a situações vexatórias em troca da reforma de um carro, a dinâmica (inspirada no programa “Pimp My Ride”, da MTV estadunidense) no entanto, nem sempre acerta a mão ao mexer nos possantes dos telespectadores voluntários.

Leia também

No Twitter, o usuário @serjeuros relembrou os cinco piores carros já reformados por Luciano Huck e a sua equipe no quadro. Dá para questionar bastante se a participação dos motoristas dos possantes em questão realmente valeu a pena...

5 - Chevy

Não achamos a cor tão problemática quanto @serjeuros. Porém, realmente: esta caçamba parece não pertencer ao resto do carro.

4 - Brasília discoteca

Um carro feio por fora e ainda mais desastroso por dentro. Imagine sair na rua com um carro pouco chamativo assim. Todo dia vai ser dia de balada.

3 - Brasa Chicken

Já ouviu falar dos carros que esquentam tanto que podem fritar carne? Então, levaram o conceito a sério demais - mas com frango.

2 - Chevette da Xuxa

Que não tem nenhuma referência perceptível aos programas da Rainha dos Baixinhos.

1 - Logus de tijolo

A produção teve o mau gosto de pintar a Logus com tijolinho e azulejo. Anos depois da reforma, feita em 2011, o carro foi encontrado abandonado pelo proprietário em Macaé, no Rio de Janeiro.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube