The Last of Us: Por que estamos diante do 'Antes e Depois' das adaptações de games

A série The Last of Us tem tudo para representar o que o MCU foi para o cinema de super-heróis. O ponto de virada, esse "antes e depois" nas adaptações de games para outras mídias, nunca pareceu tão palpável.

Existem diversos fatores que colaboram para essa sensação geral de que "agora vai". Paixão entre os envolvidos, criadores e equipe do jogo chamados de volta (inclusive o compositor argentino Gustavo Santaolalla), comprometimento e capricho geral, elenco escolhido a dedo e liderado por Pedro Pascal e Bella Ramsey, o formato televisivo e a até a emissora que acolheu o projeto.

Um dos maiores méritos de The Last of Us foi trazer o criador dos dois jogos e do universo como principal showrunner. Neil Druckmann respira e conhece a história de Joel e Ellie de trás para frente.

A grande diferença na hora de trabalhar com The Last of Us fora dos games, explica Druckmann, em entrevista ao IGN Brasil, está nas sequências longas e ininterruptas: "[no jogo], você é o personagem, e há uma conexão empática entre jogadores e personagens. Essa é a força dos games, e a gente sabia que [a série] não se sustentaria com sequências ininterruptas, ela precisava focar mais no drama dos personagens".

Assista à nossa entrevista completa com Pedro Pascal, Bella Ramsey, Gabriel Luna, Merle Dandridge, Craig Mazin e Neil Druckmann logo abaixo ou em nosso canal do YouTube:

Maior tempo para o drama e desenvolvimento de personagens (para além da dupla protagonista, Joel e Ellie), permitiu que ...

The Last of Us: Por que estamos diante do 'Antes e Depois' das adaptações de games
Leia Mais

The Last of Us: Quando estreia cada episódio da 1ª temporada? Confira o calendário completo aqui
The Last of Us: Quem são os Vagalumes na série da HBO?
The Last of Us: Que horas estreiam os episódios da série?