The Last of Us: Cena do primeiro episódio tem curiosa semelhança com jogo de terror aclamado

Demorou, mas a estreia de The Last of Us finalmente aconteceu. Deixando os servidores da HBO Max brevemente sobrecarregados, o primeiro capítulo da saga pós-apocalíptica foi lançado no último domingo na plataforma e na HBO.

Com os holofotes em Pedro Pascal e Bella Ramsey, intérpretes de Joel e Ellie, respectivamente, o público viu a história de Neil Druckmann em live-action pela primeira vez. Apesar da dupla representar o grande motor da série, os acontecimentos iniciais da temporada apresentam importantes acontecimentos para o futuro da trama.

No primeiro capítulo, a audiência acompanha Joel, sua filha Sarah e seu irmão Tommy em um dia comum que se transforma em um dos piores momentos de suas vidas. Trata-se do dia em que a pandemia causada pelo fungo cordyceps começa a destruir a civilização.

A chegada do episódio em questão fez com que os fãs criassem alguns paralelos com outra grande franquia vinda diretamente dos videogames: Resident Evil. A primeira associação se dá pela essência do projeto: trata-se de uma adaptação. Desde 2002, quando O Hóspede Maldito foi lançado, os jogos da Capcom ganharam a fama de nunca receberem um bom tratamento no audiovisual. Com os infectados de The Last of Us e o gênero das narrativas, muitos passaram a criar comparações.

Além disso, existem algumas referências visuais que podem ser propositais. A primeira delas é a forma como a série apresenta a primeira infectada da produção. A maneira como a vizinha de Joel encara Sarah, levantando o rosto ensanguentado lentamente enquanto “se alimenta” da filha, se assemelha ao aparecimento do primeiro zumbi de Resident Evil (1996).

Um pouco depois, quando o trio familiar se reúne e parte de carro para algum lugar seguro, a forma como o pandemônio se instala na área residencial é tranquilamente uma referência à descoberta e o pânico visto em Resident Evil 2, quando Leon e Claire chegam em Raccoon City. No game, a dupla percorre as ruas da cidade em completo caos, com carros virados, lojas quebradas, pessoas se atacando, uma completa destruição a cada metro percorrido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Para finalizar, ainda há um momento importante do episódio, após um avião cair e o carro de Joel perder a direção e capotar. Depois de voltarem à consciência, os três conseguem sair do carro, mas antes de se reunirem uma viatura bate no veículo causando uma explosão. Os dois carros começam a pegar fogo e, assim, surge uma barreira entre os irmãos. Essa cena também fez muitos se lembrarem do segundo Resident Evil, quando Leon e Claire seguem caminhos diferentes depois de sofrerem um acidente que os separa.

Não fica claro se essas montagens são referências diretas ou apenas acasos da narrativa. No entanto, tratando-se da semelhança entre as histórias, pode-se esperar que ao longo dos 9 episódios, diversas outras alusões ao mundo dos games e a filmes ou séries de terror sejam apresentadas.

The Last of Us x Resident Evil

Apesar de já ter declarado que a criação de The Last of Us teve o compromisso de ser o oposto de Resident Evil, Neil já deixou claro o seu amor pelos jogos da Capcom.

“Queríamos fazer algo que fosse oposto a Resident Evil – que, por sinal, eu sou apaixonado. Mas, a abordagem é muito exagerada, porque você está lutando contra aranhas gigantes e coisas do tipo. Tudo é sobre a variedade de inimigos”, disse Druckmann.

A ideia do produtor sempre foi explorar a humanidade através deste cenário distópico. “E se fosse algo sobre relacionamentos íntimos -- uma exploração do amor incondicional que um pai sente por seu filho e as coisas bonitas que poderiam sair disso e as coisas realmente horríveis que poderiam sair disso?”, questionou Druckmann.

Qual é a história de The Last of Us?

The Last of Us é uma série distópica da HBO baseada na franquia de jogos de videogame de mesmo nome criada por Neil Druckmann. O drama narra um futuro pandêmico que foi devastador para humanidade, deixando os seres humanos à beira da extinção. O vírus transforma pessoas em canibais e se espalha rapidamente com uma simples mordida. Algumas décadas depois, os poucos sobreviventes que restaram vivem viajando ou em quarentenas protegidas por oficiais do governo. Este é o cenário em que acompanhamos Joel (Pedro Pascal), um sobrevivente durão que é contratado para levar a jovem Ellie (Bella Ramsey) para fora da zona de quarentena opressiva onde vive.

Os dois devem encontrar um grupo de rebeldes paramilitares que se rebelou contra as autoridades. Porém, eles descobrem no caminho que Ellie está possivelmente infectada com o vírus, apesar da jovem não apresentar os sintomas recorrentes da doença. Por conta disso, eles acreditam que a imunidade de Ellie pode ser a chave para encontrar a cura do vírus e potencialmente salvar a humanidade.

Leia o artigo em AdoroCinema

Menos sangue na tela: Criador de The Last of Us promete apenas violência "essencial" na série da HBO

"Quanto mais daddy eu ficar, melhor para todos": Pedro Pascal comenta sobre Joel em The Last of Us (Entrevista)

The Last of Us: Quem é Tess na série da HBO estrelada por Pedro Pascal?

Resident Evil: O que a série da Netflix poderia ter aprendido com o tempo e filmes anteriores (Opinião)