Laila Zaid, atriz e ativista, faz parte do 'time' brasileiro na Conferência do Clima da ONU

***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ - A atriz Laila Zaid (c) durante o ensaio da peça
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ - A atriz Laila Zaid (c) durante o ensaio da peça

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Atriz e ativista socioambiental, Laila Zaid embarca nos próximos dias para o balneário de Sharm el-Sheik, no Egito, com uma missão: transmitir, através de suas redes sociais, as notícias mais importantes da COP27, a conferência do clima da ONU. O evento vai até o dia 18.

Laila é a única representante do Brasil entre os seis produtores de conteúdo sobre sustentabilidade, meio ambiente e mudanças climáticas selecionados para esta função. Professora voluntária da rede de ensino público no Rio e autora do livro infantil "Manual para Super-Heróis, o Início da Revolução Sustentável", a atriz disputou uma das vagas com centenas de pessoas de todo o mundo.

"Foram mais de 600 inscritos", conta. "Fiquei muito empolgada com a oportunidade, e mais ainda em saber que o Brasil voltou a ser chamado para o encontro. Nos últimos anos, o governo Bolsonaro não mandou um representante. Antes mesmo de assumir, Lula foi convidado e isso mostra que o nosso país voltou a ser inserido em uma agenda ambiental"..

Os assuntos ligados às questões ambientais sempre foram uma preocupação para Laila, que, admite, às vezes exagerava na patrulha. "Eu era uma ecochata", assume, em tom de brincadeira. Sua inquietação, externada de forma mais madura, só fez crescer, chegando ao seu auge na pandemia.

"Percebi que precisava buscar uma conscientização maior minha e das pessoas ao meu redor sobre o meio ambiente", conta a atriz, que durante o isolamento social se mandou com o marido e os dois filhos pequenos para o sítio da família, na região serrana do Rio, onde escreveu o livro e passou a dar vazão ao seu lado de influenciadora ambiental.

Com quase duas décadas de carreira no audiovisual, Laila fez parte do elenco de novelas como "Malhação", "Além do Horizonte", Orgulho e Paixão", e brilhou no cinema em "Tim Maia" e "Somos tão Jovens", entre outros longas. Seu próximo projeto trata de uma tragédia recente.

Ela acabou de gravar sua participação na série "Todo Dia a Mesma Noite" (Netflix). Com direção da Julia Rezende, a produção em cinco episódios vai mostrar a história do incêndio da boate Kiss, que em 2013 matou 242 pessoas e feriu mais de 600 em uma casa noturna, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Laila interpreta a delegada que investiga o caso, e não nega: fácil não foi. "O roteiro já foi muito difícil de ler, e gravar as cenas foi mais tenso ainda. Tive enjoos ao ver tantos corpos nos estúdios. É muito realista e impactante", antecipa a atriz sobre o trabalho, que tem estreia prevista para janeiro.