La Scala de Milão programa uma série de concertos gratuitos ao ar livre

·2 minuto de leitura
Uma foto tirada em Milão em 20 de abril de 2021 mostra o tenor ucraniano Vitaliy Kovalchuk se apresentando em frente ao Teatro La Scala

A partir de julho, o La Scala de Milão, templo da ópera na Itália, vai se aventurar fora de suas nobres muralhas para oferecer uma série de concertos ao ar livre gratuitos em locais emblemáticos da grande capital econômica.

“É um sinal de recuperação. Vamos ao encontro do público, porque ópera, música e balé são para todos”, garantiu à imprensa nesta terça-feira (29) Dominique Meyer, diretor do La Scala desde meados de 2020.

De 11 a 13 de julho, a orquestra, o coro e o balé do teatro realizarão 14 concertos com repertório que vai do jazz a Vivaldi e Donizetti, passando por Brahms, Bach e Rachmaninoff.

O fio condutor de todos os concertos será uma homenagem, por ocasião dos 100 anos de seu nascimento, ao grande bandoneonista argentino Astor Piazzolla, que nos anos 70 e 80 revolucionou o tango ao abri-lo ao jazz e ao clássico.

O ciclo de shows será concluído no dia 14 de julho com dia livre nas salas de espetáculos Verdi, Rossini e Puccini.

“É sobre despertar emoções musicais em todos os lugares, abertamente, perto das pessoas”, explicou Meyer.

“Você tem que procurar os espectadores em vez de esperar que eles venham ao teatro, tem que encontrar pessoas que não se atrevem a ir ao Scala, seja por medo do lugar ou por causa do preço”, explico para a AFP.

“O primeiro passo é o que conta, neste caso é o La Scala que dá o primeiro passo”, afirmou.

“Abrir nossas portas é um exercício de democracia cultural”, resumiu.

O La Scala também decidiu baixar os preços de certas assinaturas para a próxima temporada.

Após seis meses de silêncio devido ao coronavírus, o La Scala iniciou a temporada no dia 10 de maio com um show dirigido por seu diretor musical Riccardo Chailly, seguido no dia seguinte por um de Riccardo Muti.

bh-kv/mb/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos