Lúcia Veríssimo denuncia ameaças após foto de beijo com Cássia Kis

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Lúcia Veríssimo denunciou os ataques que recebeu nas redes sociais após publicar uma foto em que aparece aos beijos com Cássia Kis. A foto foi publicada na última sexta-feira (28) como forma de protesto contra a intérprete de Cidália na novela "Travessia". Cássia, que havia se declarado apoiadora de Bolsonaro, criticou as relações homoafetivas em uma live com Leda Nagle na semana passada. Lúcia é casada há sete anos com a produtora Tay Saad.

"Estou sendo atacada por uma horda de ignorantes no Twitter, que defende o indefensável usando a expressão erro do passado. Pecado e erro do passado é a doença da cabeça de vocês que fizeram e fazem tão mal à humanidade. Amar nunca foi pecado ou erro do passado", iniciou a atriz disparando contra a homofobia.

"Vocês estão cometendo um crime. E esse crime se chama homofobia, que é passível de processo. Muito cuidado com o que dizem, seus lobotomizados. Não se pede perdão a Deus por amar. E o que vocês fazem não tem perdão. Vocês incitam o ódio, a intolerância, o desrespeito e o pior, não amam seu semelhante, porque falta de respeito é falta de amor", continuou Lúcia que faz parte do elenco de Rensga Hits!, série original do Globoplay. Ela voltou ao campo da atuação depois de nove anos afastada da televisão [o último trabalho foi em "Amor à Vida", de 2013].

Lúcia Veríssimo ainda mandou um recado para os seus agressores. "Vocês não têm nenhuma procuração de Deus para criarem regras a partir de seus preconceitos e desejos enrustidos, leis que ele jamais criou. O que Deus criou foi a vida, a verdade e o amor. Seguirei lutando contra a hipocrisia", completou ela.