Koeman critica comentário do presidente do Barcelona sobre venda de Messi

·1 minuto de leitura
Técnico Ronald Koeman

MADRI (Reuters) - O técnico do Barcelona, Ronald Koeman, criticou na sexta-feira os comentários do presidente interino do clube, Carlos Tusquets, que disse nesta semana que o time catalão deveria ter lucrado com Lionel Messi na última janela de transferências.

Maior artilheiro do Barça, Messi tentou deixar o Camp Nou no final da temporada e deve sair por transferência gratuita quando seu atual contrato terminar, em junho.

Tusquets, que também descreveu a situação econômica do clube como preocupante, afirmou que vender Messi seria "desejável" em termos de redução da folha salarial do clube e do dinheiro arrecadado com uma transferência.

"Sabemos qual é a situação de Leo", disse Koeman em entrevista coletiva.

“Se há alguém que precisa decidir sobre seu futuro, é o próprio Leo. Não me importa o que é dito fora do clube, no entanto, comentários de dentro do clube não nos ajudam a ter a tranquilidade que precisamos para fazer nosso trabalho.”

“Não podemos controlar o que é dito do lado de fora, mas de dentro é uma história diferente. Isso (vender Messi na janela de transferência) pode ter sido a opinião pessoal (de Tusquets) e eu respeito, mas Leo ainda tem um ano de contrato e é ele quem precisa decidir."

O Barcelona enfrenta no sábado o Cádiz fora de casa pelo Campeonato Espanhol. Em sétimo lugar na tabela, não contará com o quarteto de lesionados Gerard Piqué, Samuel Umtiti, Sergi Roberto e Ansu Fati para a viagem à Andaluzia.

(Reportagem de Joseph Walker)