Klara Castanho se manifesta pela primeira vez e agradece apoio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Klara Castanho agradece apoio de famosas após desabafo sobre estupro (Foto: Globo/Estevam Avellar)
Klara Castanho agradece apoio de famosas após desabafo sobre estupro (Foto: Globo/Estevam Avellar)

Klara Castanho se manifestou pela primeira vez desde o desabafo feito na noite de sábado (25), afirmando que engravidou após ser vítima de estupro e deu o bebê para adoção. A atriz visitou os perfis de amigos famosos, que demonstraram apoio a ela horas após a revelação, e agradeceu pelas palavras de conforto.

"Eu amo você, e não é dessa vida. Obrigada, Tais", escreveu Klara ao texto publicado pela também atriz Taís Araújo. "Me achei na obrigação de vir te acolher publicamente, já que a violência que sofreu e a sua dor tornaram-se públicas sem que fosse um desejo seu, sem que fosse garantido o seu direito à privacidade", havia escrito a estrela de "Cara e Coragem", novela das sete da Globo.

"Uma foto pra falar sobre empatia. A gente fala, fala, mas não pratica, né? Impressionante. Klarinha é mais que amiga. Depois de três filmes juntas, ela virou minha filha do coração. E esse post é só pra dizer o quanto eu te amo e que eu tô com você, Klara. Segurando sua mão. Hoje e sempre", declarou a escritora Talitha Rebouças, ao que a atriz respondeu: "Te amo com todo meu coração".

"Sou homem. Incapaz de sentir na pele a dor de um estupro. O que não me impede de ter a certeza de que ela é dilacerante, causa marcas profundas e cicatrizes eternas. Eu sinto muito, Klarinha", escreveu o ator Bruno Mazzeo. "Obrigada por esse cuidado tão grande. Obrigada", respondeu a atriz.

Carol Castro também foi uma das famosas que se solidarizaram com o desabafo de Klara Castranho: "Todo o meu carinho, respeito de mulher e ancestralidade de suporte pra você, Klara, que é um ser tão especial, iluminado, genial, cheia de empatia, vida e de sabedoria. Você não merecia passar por isso. Ninguém merecia passar por isso", declarou a atriz. "Carol, meu amor. Obrigada por estar e sempre ter estado aqui. Te amo. Só te amo mil vezes", agradeceu Klara.

Entenda o caso

A atriz Klara Castanho, 21, divulgou em seu Instagram uma carta aberta em que relata um estupro sofrido e o processo de adoção do bebê resultado da violência.

No texto, Klara relata que não estava em sua cidade, nem próxima de amigos e familiares. Inicialmente, não teria percebido que, do estupro, resultou uma gravidez indesejada. Em outro trecho, ela fala sobre o processo de manter a gestação e realizar a adoção legal do bebê, conforme prevê a lei.

"A entrega foi protegida e em sigilo. Ser pai/e ou mãe não depende tão somente da condição econômico-financeira, mas da capacidade de cuidar. Ao reconhecer a minha incapacidade de exercer esse cuidado, eu optei por essa entrega consciente e que deveria ser segura", escreveu.

Klara também fala que, enquanto ainda estava no hospital, foi abordada por um colunista que sabia da gravidez, mas não do estupro. Poucos dias após o parto, ela disse ter sido procurada por outro colunista.

O que motivou a divulgação da carta nesse momento, segundo a atriz, foi a repercussão de "pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma" que ela sofreu.

A polêmica teria sido causada após Antonia Fontenelle, 49, expor a situação que seria da atriz, mas sem revelar o nome. Ela comentava o caso de uma criança de 11 anos que realizou um aborto nesta semana em decorrência de um estupro.

Antonia criticou a quem chamou de "atriz da Globo, ela tem 21 anos de idade", e disse que as informações que tinha sobre o caso eram de um colunista, que contou a ela sobre a situação. "Na hora de pegar uma criança, parir e jogar no mundo, que não sabe nem o que vai acontecer, aí não tem religião certa, aí pode", disse.

"Não ouse me ligar chorando! Eu não vou dar seu nome porque eu não tenho esse direito, mas não ouse me ligar chorando, porque eu posso perder a paciência e dar seu nome", afirmou Antonia em transmissão no YouTube.

Com informações da Folhapress

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos